background img

Rio de Janeiro terá Memorial às Vítimas do Holocausto, monumento deve ficar pronto em 2015

Maquete do projeto. Fotos: João Paulo Engelbrecht.
Em encontro com lideranças judaicas, o prefeito Eduardo Paes informou que está montando o processo licitatório para a construção do “Memorial às Vítimas do Holocausto”, na Barra da Tijuca. A previsão é que as obras sejam iniciadas dentro de dois meses e o projeto entregue em abril de 2015, antes do “Yom Hashoá” (“Dia da Lembrança do Holocausto”). “Nunca podemos esquecer o Holocausto, foi um momento muito triste da história da humanidade. O Rio de Janeiro é um lugar em que o ódio não é alimentado, aceitamos o próximo e as diferenças. A liberdade de crença é uma das características da nossa cidade”, afirmou ele, destacando que o local escolhido é de grande visibilidade e deverá receber um significativo público, sobretudo nos “Jogos Olímpicos-Rio 2016”.

O autor do projeto, o deputado estadual Gerson Bergher, comemorou, emocionado, o resultado de um esforço de 14 anos: “Hoje iniciamos a concretização de um sonho! Desde 2000, quando o Instituto de Arquitetos do Brasil fez um concurso ganho pelo arquiteto André Orioli, não paramos sequer um minuto para que pudéssemos chegar a este momento”.

Já a vereadora Teresa Bergher, que durante todo este período também se empenhou dia a dia, destacou a importância da obra: “O Rio de Janeiro merece, estamos muito felizes! O Memorial é um culto à memória. O espaço será tão bonito que sempre que as pessoas passarem por ele vão lembrar da violência que acontece todos os dias no mundo e dizer: holocaustos nunca mais!”. A parlamentar fez questão de ressaltar que a viabilidade do Memorial contou com uma ajuda fundamental do deputado federal Pedro Paulo, que atuou árdua e eficientemente nos bastidores políticos.

O Memorial, cujo investimento será de R$ 4.450.000,00, contará com anfiteatro (80 lugares), galeria para exposição, sala de mídia digital e estacionamento. Terá, ainda, um símbolo de 22 metros de altura que estará em uma base circular com a inscrição “Não matarás”. A programação cultural oferecida aos visitantes será elaborada por uma curadoria a ser criada pela comunidade judaica.

Fontes: CONIB , Blog Web Judaica , Alef News

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato