background img

Sobrevivencialismo:Você é paranóico ou prevenido?

Por  

 Sempre que entro nas redes sociais me deparo com uma série de postagens de colegas sobrevivencialistas falando de desastres que estão ocorrendo e o quão rápido precisamos nos preparar para não sermos vítimas deles. Para piorar, alguns publicam textos quase que proféticos sobre um possível apocalipse e muitos apoiam tais postagens, mas isso me faz pensar sobre um ponto muito importante… Até que ponto a preocupação e prevenção deixa de ser saudável?

Fico muito preocupado em sentir que para algumas pessoas o sobrevivencialismo é a única atuação que existe em suas vidas. Isso é ERRADO. Quando comecei a estudar sobre esta ideologia percebi claramente que o sobrevivencialismo é uma complementação da vida, não o objetivo principal.

O sobrevivencialismo é uma forma de pensar que lhe dá maior segurança para que você possa aproveitar sua vida com mais tranquilidade, e é isso. A partir do momento que suas preparações e planos começam a prejudicar ou ofuscar o real objetivo, que é a tranquilidade, alguma coisa está errada.

Provo isso com um exemplo muito real, o de minha vida. Todos os dias acordo e vivo minha vida ao máximo. Estou estudando e trabalhando como um louco, praticando para o meu primeiro Triathlon e desenvolvendo uma série de projetos ousados que muitas vezes só deus sabe no que vão dar. Isso quer dizer que não me importo com as catástrofes que ocorrem mundo a fora?

A resposta é simples: Me importo, porém não vivo imerso em ansiedade ou sofrendo por antecipação.
Ser um sobrevivencialista é acordar todos os dias e dar o melhor de si em todas suas atividades, sejam profissionais ou pessoais e ir dormir tendo a certeza de que o dia de amanhã será melhor ainda. Sabe por que? Pois as ferramentas e técnicas que desenvolvemos nos garantem esse sono tranquilo.

Claro, caso o dia de amanhã não seja “melhor ainda”, tenho todas minhas preparações e técnicas em dia e devidamente preparadas para uso em caso de necessidade.

O mundo anda bastante confuso e agressivo, porém se você se deixar contaminar por esse clima estará limitando sua vida e sofrendo por tabela. Já vi colegas adotarem posturas extremistas e quase que fóbicas, evitando sair de casa e criando planos para evitar quaisquer eventos sociais ou do gênero… Isso meu amigo, é perigoso.

Deixo aqui um recado muito importante para todos aqueles que perceberam estar no time dos “paranóicos”:

Não use do sobrevivencialismo para justificar suas inseguranças e medos de sair lá fora e conquistar o que você quer na vida, isso não é justo contigo e também prejudica imensamente a imagem que todos os dias tentamos construir do movimento sobrevivencialista. Entenda que ser preparador é uma coisa, ser fóbico é outra.

Leia notícias, saiba o que anda acontecendo no mundo e em sua região e prepare-se de acordo, porém pare por aí. O dia que algo efetivamente acontecer você poderá ativar seus planos e dar o melhor de si para sair da situação, mas até lá, seja o melhor que você conseguir com as pessoas e nunca, nunca limite seus planos de vida ou desejos simplesmente por algo que poderá eventualmente acontecer.

O prevenido morreu de velho, mas o ansioso morreu jovem de estresse e depressão.

Fonte: Sobrevivencialismo

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato