background img

Morre a baronesa Philippine de Rothschild

Ela era acionista majoritária da empresa familiar Baron Philippe de Rothschild, que produz e os Mouton Cadet, uma das referências mundiais de Bordeaux
Imagem de arquivo da 'Baronesa' Philippine de Rothschild
A baronesa de Rothschild era presidente do Conselho de Administração e acionista majoritária da empresa familiar Baron Philippe de Rothschild, que produz e comercializa, entre outros, os Mouton Cadet, uma das referências mundiais de Bordeaux.

Ela também era, ao lado dos três filhos, proprietária do Château d'Armaillhac e do Château Clerc Milon.

Após a carreira de atriz dos anos 50 aos 80 com o nome artístico de Philippine Pascal, Philippine de Rothschild, que passou pela Comédie Française de Paris, abandonou o teatro e assumiu o comando da empresa do pai, o barão Philippe de Rothschild, quando ele morreu em 1988.

Filha única, perdeu a mãe, deportada para o campo de Ravensbrück, e falecida em 1945. Ela se casou com o ator Jacques Sereys, com quem teve dois filhos, e com o professor universitário Jean-Pierre de Beaumarchais, com quem teve outro filho.

Philippine ficou famosa por seus nada discretos colares com a figura de Baphomet, muito relacionado com a maçonaria, ocultismo e satanismo. Para ler mais sobre Baphomet veja o artigo "Quem é Baphomet?".


Fontes: Revista Exame , Folha de S. Paulo , EM , A Nova Ordem Mundial

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato