background img

Fundação Gates doa milhões a Universidade a fim de acrescentar uma "voz forte" sobre debate de OGM's

O ex-CEO da Microsoft, e mega-magnata Bill Gates há muito tempo utiliza sua vasta fortuna em estudos sobre os organismos geneticamente modificados (OGM's), através de sua Fundação Bill & Melinda Gates, mas os esforços de Gates foram recebidas com fortes críticas de milhões de ativistas em todo o mundo.

A Fundação Bill & Melinda Gates doará quase 6 milhões de "despolarizar" o debate sobre os OGM.

O debate em torno dos OGM's  tem crescido nos últimos anos, com os ativistas  alertando sobre os perigos dos alimentos geneticamente modificados a saúde , bem como os riscos ambientais ( ver aqui e aqui ) dos cultivos criados em laboratórios.

As Corporações Pro-OGM vem tentando lutar contra estas campanhas (um exemplo disto, é este artigo, onde a Monsanto ofereceu dinheiro as "mães blogueiras" para moldar a opinião pública).

Agora, em um esforço para "despolarizar" o debate sobre os OGM's, a Fundação Bill & Melinda Gates está fazendo uma doação de vários milhões de dólares para uma das universidades mais importantes dos Estados Unidos.

Universidade Cornell  lidera equipes focadas em OGM's

A Universidade de Cornell (EUA),  lidera um novo esforço internacional que "tentará adicionar uma voz mais forte em torno do OGM's", de acordo com este artigo da própria escola.

O programa, viabilizado por meio de 5,6 milhões de dólares  em concessão da Fundação Gates, supostamente pretende ajudar a informar  os consumidores através de um centro de informações on-line, bem como programas de treinamento, com o objetivo de educar sobre "impactos potenciais da tecnologia agrícola OGM .Recursos multimídia, incluindo vídeos de agricultores que utilizam a tecnologia será incluído também.

A indústria da biotecnologia seria beneficiada, pois isso pode  acabar com a preocupação generalizada em relação aos problemas de reputação  sobre as plantações OGM's.

De acordo com um relatório do USDA (Departamento de Agricultura nos EUA),  a quantidade de uso de herbicidas no milho GM aumentou de cerca de 1,5 libras por ace em 2001 para mais de 2 quilos por hectare plantado em 2010, em oposição direta as declarações contrárias feitas pelas empresas de OGM's.

O uso de herbicidas tem vindo a aumentar ao longo dos últimos nove anos de acordo com um estudo recente da Forbes.

A ascensão das "super ervas  daninhas resistentes aos herbicidas" também tem sido associada à adoção do OGM, tanto que o estado do Texas pediu (e foi negado) um produto químico para parar um surto em três milhões de hectares de algodão geneticamente modificado.

E, enquanto a indústria de biotecnologia, muitas vezes alega que está ajudando a "alimentar o mundo", um  relatório da ONU, recentemente disse que a agricultura orgânica em pequena escala é realmente a melhor escolha ao invés dos OGM's.

Será objetividade o programa da Universidade?

Considerando-se clara a tendência de Gates em favor dos OGM's , podemos razoavelmente esperar para ver qualquer tipo de objetividade no programa da Universidade Cornell?

Gates elogia os OGM's como uma solução da fome no mundo, apesar das evidências mostrarem o contrário, ignorando o papel dramático que o imperialismo tem desempenhado nos países africanos onde ele está tentando difundir os OGM's, bem como a promessa de pequenas agriculturas independentes em pequena escala como mencionada acima.

O "debate sobre OGM's" já está firmemente inclinado em favor da agricultura não-OGM's onde em geral o cultivo está em declínio em todo o mundo e maior parte da produção vem de apenas seis países.

Embora o objetivo declarado do programa é difundir "controvérsia", os resultados recentes da ciência independente e da opinião pública estão apoiando os alimentos orgânicos.

Os alimentos geneticamente modificados têm proliferado nos EUA quase exclusivamente devido à falta de rotulagem e transparência em geral.

Independentemente do programa  da Universidade de Cornell estar ou não envolvido, uma coisa é certa: o consumidor está se tornando inteligente o suficiente para fazer a sua própria em relação aos OGM's, e isso é provável que seja um problema para as empresas de biotecnologia.

Texto Traduzido do Inglês

Referências: (Inglês) Institute For Responsible Technology  , Alt Health Works  ,  RT USA , University Cornell , Aljazeera America , Forbes , Alt Health Works (2)  ,Huffington Post , Alt Health Works (3)

Fonte: (Inglês) Alt Health Works

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato