background img

Nanorrobôs formam computador dentro de uma barata

O nanorrobô, formado por fitas de DNA (em cima) abre-se para liberar o medicamento que "cura" a barata (embaixo). [Imagem: Yaniv Amir et al./10.1038/nnano.2014.58]

Computadores de DNA

Nanorrobôs feitos de moléculas de DNA, capazes de realizar o mesmo tipo de operações lógicas que um computador, foram introduzidos em um animal vivo.

É como um computador no interior de uma barata.

Esses "computadores de DNA" - conhecidos como robôs-origami, porque funcionam através da dobragem e desdobragem de cadeias de DNA - viajam pelo corpo do inseto e interagem uns com os outros.

Quando se desdobram, eles podem liberar os compostos químicos - que podem ser drogas ou medicamentos - guardados em suas dobras.

"Os nanorrobôs de DNA podem potencialmente realizar programas complexos que poderão no futuro ser usados para diagnosticar ou tratar doenças com uma sofisticação sem precedentes," disse Daniel Levner, bioengenheiro da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

Tomando a decisão

Levner e seus colegas construíram os nanorrobôs explorando as propriedades de ligação das moléculas de DNA - quando encontra um certo tipo de proteína, o DNA desenrola-se em duas fitas complementares.

Criando sequências bem definidas, as fitas podem ser programadas para desenrolar quando entram em contato com moléculas específicas, sejam elas do corpo ou de outros nanorrobôs.

O processo pode ser iniciado por moléculas, ou biomarcadores, presentes em uma célula doente, por exemplo, mas não se trata simplesmente de encontrar um biomarcador e liberar uma molécula de medicamento - a "decisão" sobre o que e onde liberar é calculada em tempo real dependendo das condições encontradas.

Biorrobôs de 8 bits

A equipe injetou vários tipos de nanorrobôs em baratas.

Como cada tipo de nanorrobô é etiquetado com marcadores fluorescentes, os pesquisadores podem segui-los e analisar como diferentes combinações deles afetam onde e como as substâncias são entregues.

A equipe afirma que a precisão da entrega e o controle dos nanorrobôs é equivalente a um sistema de computador.

Eles garantem ser possível ampliar a capacidade de cálculo dentro de uma barata ao nível de um computador de 8 bits - um Commodore 64 ou um Atari 800 dos anos 1980.

Com informações da New Scientist - 15/05/2014

Bibliografia:
Universal computing by DNA origami robots in a living animal
Yaniv Amir, Eldad Ben-Ishay, Daniel Levner, Shmulik Ittah, Almogit Abu-Horowitz, Ido Bachelet
Nature Nanotechnology
Vol.: Published online
DOI: 10.1038/nnano.2014.58


Fonte: Inovação Tecnológica

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato