background img

Geoengenharia pode amplificar efeitos do aquecimento global

Redação do Site Inovação Tecnológica - 17/03/2014

Alguns cientistas propõem vários tipos de manipulação do clima para tentar frear o aquecimento global.

Contudo, um número cada vez maior deles alerta que isso pode piorar a situação.

Uma das propostas mais populares consiste na pulverização de partículas reflexivas na atmosfera para refletir a luz solar, impedindo que o calor chegue à superfície.

Contudo, se isso começar a ser feito - eventualmente em escala experimental - e depois for interrompido, os efeitos sobre o aquecimento global seriam catastróficos.

A interrupção da geoengenharia faria com que a taxa de aquecimento global se elevasse a uma taxa muito superior à que seria esperada devido ao aquecimento global como este vem sendo monitorado hoje.

"A temperatura absoluta acaba sendo praticamente a mesma que a que teria sido, mas a taxa de mudança é tão drástica que os ecossistemas e organismos têm muito pouco tempo para se adaptar às mudanças," disse Kelly McCusker, da Universidade de Washington, nos Estados Unidos.

Gestão da radiação solar

O estudo analisou a gestão da radiação solar, um método de geoengenharia que propõe pulverizar partículas à base de enxofre na atmosfera superior para refletir a luz solar. Os proponentes dessa técnica afirmam que ela seria semelhante ao que acontece após uma grande erupção vulcânica.
Mas a implementação contínua ao longo dos anos depende de que a coisa funcione de fato e de que não comecem a surgir efeitos colaterais negativos - sem contar a necessidade da manutenção das fontes de financiamento e os acordos entre os países sobre os efeitos locais.
Este é o maior problema, alertam os pesquisadores: se a geoengenharia começar e for interrompida, tudo fica pior.

A equipe usou um modelo climático global no qual tudo continua como está hoje, com o ritmo das emissões se mantendo até 2035, o que se calcula fará as temperaturas subirem 1° C acima da média 1970-1999.

Nesse caso, se a geoengenharia for implementado durante 25 anos, e então interrompida, a temperatura global poderia subir 4° C nas três décadas seguintes, uma taxa mais do que o dobro da que teria ocorrido se nada tivesse sido feito.

"A taxa de aquecimento global projetada hoje seria realmente prejudicial para um monte de organismos, de modo que se você aumentar por um fator de 2 a 3, então esses organismos encontrarão ainda mais dificuldades para a adaptação ou migração," disse McCusker.

Perigos da geoengenharia

Os resultados vêm se somar a outro trabalho recente feito por pesquisadores britânicos que apontam para o risco de implementação e interrupção da geoengenharia. Os pesquisadores britânicos compararam vários modelos climáticos, mostrando que o resultado é o mesmo nos vários tipos de modelos.

Isso destrói um dos principais argumentos dos defensores da geoengenharia, de que é melhor tentar fazer algo, um argumento que, de resto, não se baseia em conclusões científicas, mas em opiniões pessoais sobre rotas de ação a seguir.

Outros estudos já demonstraram que a geoengenharia pode transformar o aquecimento global em seca global e até destruir o azul do céu.

O exemplo mais esclarecedor, contudo, pode ser encontrado em uma tentativa de manipulação do clima que já resultou em fracasso:
Bibliografia:

Rapid and extensive warming following cessation of solar radiation management
Kelly E McCusker, Kyle C Armour, Cecilia M Bitz, David S Battisti
Environmental Research Letters
Vol.: 9 024005
DOI: 10.1088/1748-9326/9/2/024005

Fonte: Inovação Tecnológica

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato