background img

Entrando pela Porta dos Fundos

Há um bom tempo um canal do Youtube vem fazendo um sucesso viral nas redes sociais. No início suas brincadeiras agradavam a todos, com seu humor despreocupado, crítico e inteligente. Mas ultimamente seus vídeos estão cada vez mais carregados de desrespeito contra a fé cristã, e blasfêmia contra o próprio Deus. Como consequência disto os Cristãos tem se levantado contra tal canal, e inclusive com ameaças de entrar com um processo por desrespeito a fé alheia. Por outro lado, um grande grupo de “ateus militantes” (que se julgam seres mais evoluídos e com um pensamento mais elevado e intelectual) e alguns “pseudocristãos” se utilizam de tais vídeos para debochar dos fiéis, e humilhar sua fé.

Diante de todo esse cenário tracei algumas breves reflexões sobre como devemos enxergar essa situação e como agir mediante tal afronta:

1. Na maioria das vezes nos comportamos como hipócritas. Pois da mesma maneira que o “Porta dos Fundos” faz chacota do Cristianismo, já o fez com várias outras religiões. E quando isso acontece não nos levantamos contra, mas fazemos coro a eles nas chacotas.

Devemos lutar com a mesma intensidade pelos direitos dos outros, com a que lutamos pelos nossos. Não devemos concordar com a adoração a outros deuses, mas não devemos zombar dos que o fazem e sim, ensiná-los o que é certo com toda longanimidade e doutrina.

2. Tais vídeos são reflexos de uma sociedade cada vez mais distante de Deus, aonde os valores morais vão ficando cada vez mais esquecidos. Onde o correto e o errado é em ultima análise, só uma questão de ponto de vista.

Esta era é chamada de Pós-modernismo, que nada mais é do que um fiel retrato da sociedade descrita em Romanos 1. Sociedade tal destituída de valores morais, cegos em seu próprio entendimento e entregue por Deus a seus desejos pecaminosos.

O “Porta dos fundos” não é uma exceção, ela é a melhor descrição possível da depravação total do homem.

3. Jesus falou sobre duas portas. Uma, que é o próprio Cristo, conduz a salvação. Ela é a mais estreita, ou seja, entrar por ela não é fácil. Adentrá-la é negar-nos a nós mesmos, e nos redemos ao Senhorio de Cristo, abrindo mão da nossa vontade, reconhecendo que não somos nada, apenas pecadores imunes. E confessando a Cristo como o Senhor de toda a terra, que faz tudo de acordo com sua vontade. Sem precisar de nossa opinião.

E a outra porta, eu vou chamá-la de “Porta dos fundos”. Esta conduz a condenação. Por ela entrarão todos àqueles que querem ser os donos de seus próprios umbigos. Que não admitem que um ser superior dite o que eles devem e o eu não devem fazer. Também entrarão aqueles que se acham inteligentes demais para acreditar que Deus existe, preferindo acreditar em homens falhos com vãs filosofias que se contradizem a cada novo dia, do que na Palavra de Deus é a verdade e que permanece para sempre. Tais pessoas além de estarem caminhando em passo largo para o inferno o fazem zombando dos que estão no caminho certo, se enganando sem saber o que os espera.

4. E por fim chegamos à conclusão de que devemos sim defender nossa fé, mas nunca devemos achar que Jesus precisa de nossa defesa, ou de nossa ajuda. Ele não é um coitadinho que se entregou pelo mundo, e depois de ser rejeitado por ele está em depressão. E que chora cada vez que é humilhado, e seu nome profanado.

Na verdade, o messias que veio a primeira vez como o cordeiro amoroso, que veio trazer salvação para o mundo mostrando toda sua simplicidade, humildade e misericórdia, um dia voltará como Rei soberano, governador de toda terra, pronto para fazer justiça aos que passaram toda a vida profanando seu nome.

O capítulo 6 de Apocalipse mostra que os ímpios pedirão para que as montanhas caiam por cima deles os esmagando para que eles possam morrer e se livrar da ira do cordeiro.

Nesse dia não haverá mais misericórdia, a mão de Deus que estava estendida para os pecadores se fechará. Eles vão tentar argumentar, vão tentar se esconder, mas não vão conseguir, e pagarão por cada ofensa, cada insulto, cada blasfêmia, cada vídeo em que denegriram o nome santo do Senhor. E toda língua, inclusive as dos atores e produtores do canal “Porta dos Fundos” confessará que JESUS CRISTO É O SENHOR ,ainda que seja debaixo de Sua ira!

Ainda há tempo, a mão ainda está estendida, entre pela porta da frente, a estreita. E esqueça a porta dos fundos.

***
Guilherme Barros é parceiro na blogsfera e escreve na UMP-da Quarta. Divulgação: Púlpito Cristão.

DEVASTAÇÃO: É incrível como as pessoas se perdem em meio ao sucesso passageiro. O que acontece com os humoristas do Porta dos Fundos é o mesmo que aconteceu com o pessoal do CQC e com tantos outros comediantes, especialmente dessa turminha do cansativo stand-up. Ignorar tanta imbecilidade é o que os cristãos deveriam fazer, pois ficam dando IBOPE, mesmo que seja para criticá-los depois.

 Deixem eles zombarem de qualquer coisa, de qualquer fé, seja cristã, muçulmana, hindu e até mesmo dos ateístas. Eles se expõem tanto, que acabam perdendo a graça rapidamente.

Quem ainda lembra de Marcelo Adnet ou do Rafinha Bastos? Se perderam em meio a tanta exposição, perderam a graça. Eu não aguento mais ver a cara do Porchat ou daquela menina chata do comercial do Pão de Açúcar, pois como a própria canção diz: “Chato é o eco que repete”, e eles estão repetindo e repetindo os mesmos tipos de piadas e comportamento que logo serão esquecidos no turbilhão de informação que passa na Internet.



É importante lembrar que estes humoristas nem chegam perto do grau de blasfêmia que alguns “líderes” religiosos conseguem promover com suas doutrinas voltadas para a busca por dinheiro e poder, com falsas promessas de prosperidade e curas miraculosas. Destes é que devemos ter cuidado.

(Roberto)

Fontes: Púlpito Cristão , Devastação

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato