background img

A Bolha do Big Mac

De acordo com a revista The Economist, a qual divulga semestralmente o Índice Big Mac, o Big Mac produzido no Brasil é o quinto mais caro do mundo (levando-se em consideração apenas o seu preço e as diferenças cambiais de cada moeda em relação ao dólar), porém, o sanduíche brasileiro é o mais caro do mundo se levarmos em consideração o Produto Interno Bruto (PIB, ou GDP em inglês) de cada país.

O Índice

Índice Big Mac é baseado em um conceito econômico chamado poder de paridade de compra (ou PPP em inglês), o qual diz que 1 (um) dólar deveria ser capaz de adquirir a mesma quantidade de produtos ou serviços em diferentes países.

Aos que defendem esta teoria, as cotações das diferentes moedas deveriam se mover de forma a encontrar um equilíbrio, igualando-se os preços de uma mesma cesta de produtos ou serviços comercializados em cada país. Neste caso, a cesta de produtos seria o Big Mac, o qual é produzido de forma idêntica e com os mesmos ingredientes e métodos (ou seja: “2 hamburgueres, alface, queijo, molho especial cebola e picles em um pão com gergelim”) em mais de 100 países. (fonte: The Economist)
Na prática, este índice representa um comparativo do custo médio de produção, bem como o custo de vida, entre 57 países.

Para corrigir algumas falhas que o conceito PPP não leva em consideração (como diferença de riqueza e mão de obra entre países), foi criado o Índice Big Mac Ajustado, o qual leva em consideração, além dos preços dos produtos, o PIB per capita (ou PIB dividido por pessoa) de cada país analisado.

Teoricamente, o índice ajustado deveria mostrar um preço médio do sanduíche menor em países pobres, já que os gastos com a mão de obra são menores que nos países ricos. Mas parece que esta lógica não vale para o Brasil! Ou será que somos o país mais rico do mundo?! Onde toda a população ganha muito bem, possui saúde, educação e segurança adequada!!! Acho que não, né?! ;-)

No gráfico interativo abaixo é possível verificar o Índice Big Mac Original de cada país (ou Raw index), bem como o Índice Big Mac Ajustado em relação ao PIB per capita (ou Adjusted index). Para alterá-lo e verificar os valores entre os diferentes países, basta utilizar o seu mouse (os dados estão em inglês).



A Bolha do Big Mac

Isto é apenas mais um indicativo de que os preços no Brasil estão totalmente fora da realidade!
Enquanto nos EUA o preço médio do Big Mac, em Janeiro de 2014, foi de $4.62 (dólares); no Brasil, foi de $5.25 (ou R$12,40 para uma cotação de $1 = R$2,36).
Nos países nórdicos, como Suécia e Noruega, o preço do Big Mac é naturalmente mais caro pois eles são obrigados a importar praticamente todos os produtos básicos que consomem, como carnes e vegetais; já no Brasil, possuímos carnes e vegetais em abundância, mesmo assim, nosso Big Mac é o quinto mais caro do mundo!
- Já que produzimos tudo no Brasil e não possuímos invernos rigorosos como na Suécia ou Noruega, não deveríamos ter o sanduíche mais barato?! #NumFodePorra
Se levarmos em consideração o PIB per capita de cada país, o Brasil salta para a primeira colocação!
Resumindo, o custo de vida no Brasil está altíssimo, a população é mal remunerada, a nossa inflação NÃO está controlada, os impostos são altos e o retorno para a sociedade é baixo, a corrupção é endêmica, enfim, acho melhor parar por aqui, né?!

Haters VTNC

Antes que algum hater cretino (ou algum piramideiro fdp) diga que eu estou fazendo propaganda do Mc Donald’s, dá só uma olhadinha no vídeo que eu já fiz para eles ;-)



Fonte: Canal do Otário

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato