background img

Demência Digital

Médicos na Coréia do Sul estão relatando um aumento na “demência digital” entre jovens que se tornaram tão dependentes de dispositivos eletrônicos que não podem mais se lembrar de detalhes cotidianos, como os seus números de telefone.

Com informações do The Telegraph

A Coréia do Sul é um dos países mais conectados digitalmente em todo o mundo, onde o problema da dependência da internet entre adultos e crianças foi reconhecida já no final da década de 90.

Demência digital – termo cunhado na Coreia do Sul – significa uma deterioração nas habilidades cognitivas, e é mais comumente visto em pessoas que sofreram um traumatismo craniano ou doença psiquiátrica.

“O uso excessivo de smartphones e jogos eletrônicos prejudica o desenvolvimento equilibrado do cérebro”, apontou Byun Gi-won, médico do Balance Brain Centre in Seoul, ao jornal Daily JoongAng.

“Os usuários viciados ​​são propensos a desenvolver o lado esquerdo do seu cérebro, deixando o lado direito inexplorado ou subdesenvolvido”, disse.

O lado direito do cérebro está associado com a concentração e a sua incapacidade para se desenvolver afeta a atenção e extensão da memória, o que pode, em 15% dos casos, conduzir ao surgimento precoce de demência.

As crianças são as mais afetadas pelo subdesenvolvimento emocional, e tem maior risco do que os adultos, porque seus cérebros ainda estão se desenvolvendo.

A situação parece piorar, segundo o relatório médico, no percentual de pessoas com idade entre 10 e 19 anos que usam seus smartphones por mais de sete horas todos os dias, aumentando para 18,4%. Um aumento de 7% em comparação com o ano passado.

Mais de 67% dos sul-coreanos têm um smartphone, o maior índice do mundo.

O neurocientista alemão, Dr. Manfred Spitzer, publicou um livro intitulado “Demência Digital” em 2012, que alerta os pais e professores sobre os perigos de permitir que as crianças passem muito tempo em um laptop, celular, tablet ou outros dispositivos eletrônicos.

O Dr. Spitzer adverte que os déficits no desenvolvimento cerebral são irreversíveis e prefere que os equipamentos digitais sejam banidos das salas de aulas alemãs antes que crianças se tornem “viciadas”.

DEVASTAÇÃO: Todo excesso faz mal, fato. O problema está não somente no uso da tecnologia, pois hoje podemos estar com a cara enfiada numa tela lendo um ótimo livro, porém o que mais assusta é o conteúdo que se passa nestes dispositivos eletrônicos. Vai do lixo do funk às 6h00 da manhã no busão, passando por infinitos autos retratos nas redes sociais, discussões sobre futebol e novela e acabando com horas no Whatsapp. Mesmo para aqueles poucos que usam a tecnologia para algo realmente útil, deve usar com moderação. 

Fontes: Antena Cristã , Devastação



0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato