background img

Comer carne e laticínios aumenta em até 56% o risco de diabetes tipo 2, segundo novo estudo

Estudo francês que acompanhou por 14 anos mais de 60 mil pessoas concluiu que comer carne, queijo e outros alimentos ricos em proteína de origem animal aumenta em 56% as chances do desenvolvimento do diabetes tipo 2.

Coordenado pelo Dr. Guy Fagherazzi no INSERM (Instituto Nacional Francês de Saúde e Pesquisa Médica – site), o estudo foi publicado este mês na Revista Diabetologia. Para ter acesso ao estudo na íntegra, em inglês, clique aqui e baixe os arquivos.

Dr. Guy Fagherazzi e sua equipe acompanharam mais de 60 mil mulheres com informações detalhadas sobre sua alimentação durante 14 anos. A conclusão do estudo apontou que alimentos considerados ácidos como a carne e os laticínios (queijo, leite etc.) dificultam a ação da insulina em nosso organismo e fazem com que nosso corpo não consiga transformar o açúcar em energia. Frutas e vegetais têm papel oposto, tornando nosso organismo mais alcalino, protegendo-o de várias doenças crônicas, como o diabetes tipo 2.

A acidez atribuída aos alimentos ricos em proteína animal não deve, no entanto, ser confundida com a acidez de limões, laranjas e outros alimentos vegetais. Embora sejam, de fato, ácidos, quando digeridos, estes alimentos diminuem a acidez do organismo, deixando-o mais alcalino.

O estudo do Dr. Guy Fagherazzi completa um estudo publicado em junho, que utilizou dados de Harvard, nos Estados Unidos, para mostrar praticamente os mesmos resultados conseguidos na França (veja aqui).

Embora o estudo francês tenha sido realizado apenas com mulheres, Dr. Guy Fagherazzi afirma que os resultados não dependem do gênero, neste caso. Assim, se o estudo for repetido apenas com homens os resultados devem ser bem parecidos.

Referência: Diabetologia

Fontes: Vista-seInserm


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato