background img

O.P.S - Operação pega safado

Justificar ou tentar “remendar” algum ato ou situação nem sempre é um bom caminho a seguir. Como diz o ditado: “o remendo é pior que o soneto“.

O deputado Assis Carvalho (PT) ou “Chico Couro Podre” como é conhecido em Teresina-PI, é um dos integrantes do Dossiê dos Vinte, documento criado por mim através da O.P.S. – Operação Pega Safado – que contou com a ajuda de várias pessoas espalhadas pelo país e que foi entregue ao Tribunal de Contas da União (TCU) no mês de junho deste ano.

Deste documento saíram matérias jornalísticas na TV Globo, Band, além da Revista Congresso em Foco, Correio Braziliense, UOL, Folha Política e mais uma enormidade de mídias impressas e eletrônicas.



O deputado aluga veículos de uma locadora que está registrada na Receita Federal num endereço em Teresina onde, na realidade existe uma padaria. O caso se espalhou pela mídia e o nobre senhor de paletó e gravata, na tentativa frustrada de tentar minimizar o prejuízo à sua imagem, enviou um e-mail para a redação da revista Congresso em Foco para tentar justificar o caso.

O suposto erro

A assessoria disse que o repórter do Fantástico errou de endereço, pois a locadora funciona numa portinhola na lateral do mesmo prédio.
Para tentar convencer a revista, foi anexada uma foto da tal porta com uma pequena placa onde informava “Fontes – Alugue um carro e encontre o seu caminho”.



Que loucura é essa?

Com um jornalismo sério e responsável, a revista entrou em contato com a dona do referido prédio e ao ser indagada sobre a pseudo-locadora disse que jamais funcionou naquele endereço uma locadora de veículos, confirmando assim o que as reportagens do Fantástico (1/9/13) e da Revista Congresso em Foco mostraram.

A revista insistiu no assunto e perguntou por qual motivo então, havia a tal placa afixada na lateral do prédio dela. A proprietária do imóvel, Alice Oliveira, num instante de silêncio para tentar entender o que a jornalista perguntava, disse que não sabia de placa alguma, pois ali simplesmente não havia nenhuma placa. Por insistência da revista, a dona do prédio foi até a lateral e levou um susto ao se deparar com aquela placa. “Que loucura é essa? Quem colocou essa placa aqui?”

Historinha mal contata

Bem, não há muito mais o que dizer de tudo isso, a não ser o fato de que o parlamentar, aquele homem que foi eleito para trabalhar para seu povo seja um tremendo cara de pau ou, para tentar minimizar a deplorável atitude deste político, um ingênuo ao pensar que enganaria à todos com sua historinha mau contada da Placa Misteriosa.

Lúcio Big, ativista no combate à corrupção. Morador de Brasília e com uma vontade enorme de ajudar o Brasil a ser mais justo.


Fonte: Canal do Otário

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato