background img

Os princípios sociais da Nova Ordem Mundial – Parte 7

A onu, através de suas inúmeras agências, tem aplicado 12 princípios sociais revelados por Baha’u’llah em escala mundial para unificar a humanidade. Para que todos se curvem a essa estratégia de unificação as áreas: Social, Política, economia e religiosa (principalmente cristãos desatentos) tem obedecido esses ensinamentos durante séculos.Conheça quais são e como acompanhar a evolução de cada um através das notícias do dia a dia.

7) A consulta como método de decisão grupal

A consulta é mais conhecida como o famoso consenso. Ele é muito aplicado na solução de problemas que envolvem o processo de Globalização. Abaixo temos uma notícia como exemplo:

Cúpula do G20 começa com consenso sobre necessidade de reduzir deficit

A Cúpula do Grupo dos 20 (G20, países industrializados e principais emergentes) começou neste sábado em Toronto, Canadá, com consenso em torno da necessidade de reduzir os deficit e a dívida dos países nos próximos três anos para escorar a recuperação econômica, mas divergências no montante do corte (Folha de São Paulo)

A ordem para a criação da consulta multilateral divina de Baha’u’llah fluiu de sua pena unificadora escrita na Epístola de ISHRÁQÁT:

O céu da sabedoria divina é iluminado com os dois luminares, a consulta e a compaixão, enquanto dois pilares, a recompensa e a punição, sustentam o pálio da ordem mundial.” (Baha’u’lláh – O segundo ISHRÁQÁT)

Como descrito acima, as vezes temos um erro na resolução de conflitos, o que aumenta mais a crise mundial.

Devido à desorganização da ordem mundial Illuminati, Baha’u’llah criou esse sistema de resolução de conflitos para que sejam aplicados especialmente nos políticos. Compete aos Bahá’is locais e da ONU adestrarem os governantes com os princípios abaixo:

I. CONCORDAR SOBRE OS FATOS

Na primeira etapa, os fatos informativos e as estatísticas sobre o tema são apresentados para votação. As opiniões pessoais deveriam ser deixadas de lado, mas em muitos casos o fracasso da consulta ocorre logo na primeira etapa. É muito comum surgirem divergências entre dados estatísticos e relatórios nessa fase. A solução para o aquecimento global é um exemplo de fracasso na etapa 1.

II. CONCORDAR SOBRE OS PRINCÍPIOS ENVOLVIDOS

Os líderes mundiais devem consultar a legislação vigente para tentar solucionar os problemas. Elas podem ser de origem espirituais, legais, morais, administrativas, ou ainda normativas por tradição. Muitas reuniões são encerradas nessa fase devido a falta de consenso entre religiões ou de legislações vigentes.

III. CRIATIVIDADE PARTICIPATIVA INTEGRAL

Nessa etapa cada participante expressa a sua sugestão pra a resolução do problema. Como todos os presidentes e reis da terra são totalmente desinformados e sem instrução (vide o presidente “lula”), eles costumam apresentar idéias absurdas e ridículas.

Um exemplo de solução ridícula foi apresentada pelo presidente do Irã quando esse disse que Israel deveria sumir do mapa.

IV. FORMULAÇÃO DA MOÇÃO E VOTAÇÃO RESPECTIVA

Se alguma reunião sobreviver às três etapas anteriores, a proposta final irá para votação:

A aprovação ocorre de duas maneiras:

1) Por unanimidade, com o consenso do grupo

2) Por voto da maioria

Muitas reuniões também acabam por aqui, pois existem interesses políticos, econômicos e uma corrupção generalizada envolvendo os líderes mundiais.

V. DEFINIÇÃO DA AÇÃO

Se a reunião não fracassou em nenhum dos itens acima é impossível que não fracasse nessa fase. O seu fracionamento em seis partes permite o surgimento de novas divergências que tornarão impossível a solução de qualquer problema global.

Toda decisão deve ser complementada pelas seis ações abaixo:

1. O QUE deverá ser feito,

2. QUEM o fará.

3. COMO será feito.

4. EM QUE TEMPO.

5. ONDE. ( nas etapas 4 e 5 podemos citar o exemplo da invasão dos EUA no Iraque).

6. COM QUE RECURSOS, (devem ser claramente definidos os recursos financeiros e de materiais, se necessários).

É na etapa 6, a liberação de recursos financeiros, que surge uma suposta solução para o problema previamente fabricado da vez.

Misteriosamente as crises ambientais, financeiras, políticas e sociais sempre aparecem quando um determinado país está perto de cumprir as metas do milênio que foram elaboradas pela ONU. Além disso, os recursos sempre passam por processos de corrupção e a verba final raramente chega ao seu destino.

Esse espetáculo que já virou uma rotina insuportável nos jornais, problemas, soluções e problemas, continuará até o dia em que a unidade estiver totalmente criada para que o governo mundial de Baha’u’llah receba poder:

Fonte: Apocalipse Total

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato