background img

Nova invenção torna água do Oceano em água Potável - Monopólio da Água no Mundo?

Por: Susanne Posel em Occupy corporativism

Químicos das Universidades do Texas e de Marburg, parecem ter concebido um método de utilização de um pequeno campo elétrico que irá remover o sal da água do mar. Por incrível que pareça essa técnica requer um pouco mais do que uma bateria.

Chamado eletroquímica mediante a dessalinização da água do mar (EMSD) esta técnica tem melhorado o atual método de dessalinização de água.

Richard Cooks, professor de química na Universidade de Austin disse : "A disponibilidade de água potável  para irrigação de culturas é um dos requisitos mais básicos para manter e melhorar a saúde humana."

Cooks continuou: "dessalinização de água salgada é uma maneira de atender a essa necessidade, os métodos atuais para dessalinização da água dependem são caros e facilmente contaminados. O método que nós desenvolvemos ainda precisa ser refinado e expandido, mas se pode ter sucesso, então, um dia talvez seja possível fornecer água fresca em grande escala usando um simples sistema portátil"



Kyle Krust, principal autor do estudo, disse: "Nós fizemos melhorias de desempenho comparáveis ​​durante o desenvolvimento de outras aplicações baseadas na formação de uma zona de depleção de íons. Isso sugere que 99 por cento de dessalinização não está além do nosso alcance. "

Este método  usando o "chip na água", pode ​​trazer alívio para milhões de pessoas ao redor do mundo que não têm água potável, além de consomir menos energia do que outras formas de dessalinização."

Crooks explicou : "Para alcançar a dessalinização, os pesquisadores aplicam uma pequena voltagem (3,0 volts) para um chip de plástico cheio de água do mar. O chip contém um microcanal com dois ramos.Na junção do canal há um elétrodo encaixado que neutraliza alguns dos ions do cloreto na água do mar para criar uma "zona de depleção de ions" que aumenta o campo elétrico local, em comparação com o resto do canal.

Esta alteração no campo elétrico é suficiente para reorientar os sais em um ramo, permitindo que a água dessalinizada passe através do outro ramo ".A zona de depleção de ions impede a passagem do sal,separando assim a água doce da salgada.

Um número estimado de 780 milhões de pessoas em todo o mundo não têm acesso à água potável.

Daqueles estimado, 345 milhões residem na África.Há uma estimativa de 366 milhões, trilhões de litros de água no planeta Terra. Esse número parece ser corrigido, de acordo com a UNESCO e o Conselho Intergovernamental do Programa Hidrológico Internacional (IHP).

O IHP é um sistema de programa da ONU dedicado a pesquisar e encontrar recursos naturais de água e gestão. A ONU está ciente da necessidade de água como uma fonte vital para a vida, isso significa a retenção de poder sobre toda a vida, e eles estão bem em seus esquemas para desenvolver a governança global sobre todas as fontes de água fresca e limpa.

O documento do IPCC HS 15332 Clima Impactos da Mudança: Securitização de água, alimentos, solo, saúde, energia e migração explica como os planos da ONU garantem recursos de utilização à sua disposição.

Através do Fundo Monetário Internacional (FMI), os países subdesenvolvidos são obrigados a vender seus recursos para a Elite global como "recuperação total dos custos" para os banqueiros centrais mundiais.Uma vez que esses recursos estão sob o controle completo do FMI tornam-se ativos a serem realocados de volta para as nações escravizadas por um preço.

Este esquema faz com que as fontes de água  seja privatizada e tornar-se menos acessíveis para aqueles que desesperadamente precisam. Os preços da água subem, enquanto a qualidade da mesma diminui.

Isto força nativos em lugares como a África do Sul e Índia coletarem água de córregos e rios poluídos, o que compromete a saúde. O ciclo completa-se quando aqueles que tiveram suas águas roubadas através da coerção da água contaminada que eles foram forçados a usar.

Na Conferência Internacional de Alto Nível sobre Cooperação Água (ICWC) conferência , intitulada "Água no Antropoceno", afirma que o impacto da humanidade sobre os recursos de água doce foram avaliados e foi estimados que 1/3 dos 7 bilhões de pessoas no mundo têm acesso limitado a água limpa.

O documento afirma: "No curto espaço de uma ou duas gerações, a maioria dos nove bilhões de pessoas na Terra estará vivendo sob a desvantagem de forte pressão sobre a água doce."As populações humanas utilizam os recursos de água equivalentes ao tamanho da África do Sul para atender às necessidades das plantas. Outra quantidade de água do tamanho da  África  é utilizada no tratamento de animais.

Água doce torna-se 2,5% do total de abastecimento de água em todo o planeta. Estima-se que 70%  é neve e gelo.

O documento diz que, por causa do impacto do homem sobre o planeta, a química da terra e clima foram alteradas e isso tem sido evidenciado nos ciclos hidrológicos mensuráveis ​​do planeta.Este curso, obviamente, insustentável está causando a contaminação do nosso abastecimento de água doce.

UN-Water, uma organização não-governamental (ONG), controlada pela UNESCO, publicou a 4 ª edição do Relatório sobre o Desenvolvimento Mundial da Água das Nações Unidas (WWDR4) em 2012.

Neste relatório, foram analisados ​​os recursos mundiais de água doce.Uma infra-estrutura de nível internacional controlado foi recomendado para salvar esses recursos antes que sejam esgotados.
Os dados da pesquisa mostram que quase 1 bilhão de pessoas estão usando recursos finitos de água. Aí estabelecem uma porção do problema.

Susanne Posel

Editora Chefe | jornalista investigativa OccupyCorporatism.com

Referências:
Utexas , Unesco (IHP) , Unesco (WWAP) , Water conference 2013

Fontes:
Occupy Corporatism , Illuminati Elite Maldita

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato