background img

Apocalipse 3:10 ensina o arrebatamento pré-tribulacionista?

Por : Sandro Oliveira Projeto Ômega

Em 1956, Gerald B. Stanton escreveu um livro chamado "Kept from the hour" (guardado da hora). O título do livro baseia-se em Apocalipse 3.10, para provar que a igreja não passará pela grande tribulação. Desde sua publicação, essa obra tem sido disponibilizada como um trabalho padrão para a promoção do arrebatamento pré-tribulacionista. Já no primeiro capítulo, o autor escreve: "Sob nenhuma circunstância a verdadeira igreja de Jesus Cristo passará por qualquer parte do período da tribulação" (pg. 12).

Com este artigo, quero mostrar detalhadamente que a frase "...te guardarei da hora da provação...", não ensina de forma alguma que seremos mantidos fora da grande tribulação, mas justamente o contrário. Abaixo nós temos o texto de Apocalipse 3:10 com uma tradução interlinear de sentido horizontal:

ὅτι (porque) ἐτήρησας (guardaste) τὸν (a) λόγον (palavra) τῆς (da) ὑπομονῆς (perseverança) μου, (minha,) κἀγώ (também eu) σε (te) τηρήσω (guardarei) ἐκ (de) τῆς (a) ὥρας (hora) τοῦ (da) πειρασμοῦ (provação) τῆς (a) μελλούσης (que está para) ἔρχεσθαι (vir) ἐπὶ (sobre) τῆς (o) οἰκουμένης (mundo) ὅλης (todo) πειράσαι (para provar) τοὺς (os) κατοικοῦντας (que habitam) ἐπὶ (sobre) τῆς (a) γῆς. (terra.)

Alguns argumentam que o sentido de "guardarei" em Apocalipse 3:10, significa "tirarei de um lugar e guardarei em outro lugar". Porém, mesmo que alguém conseguisse provar que essa é a forma como a igreja será guardada, a partir da hora da grande tribulação, nada no texto indica que este outro lugar é o céu. Aliás, o verbo "guardarei", só tem sentido se a Igreja continuar na terra, pois a provação virá sobre os habitantes da terra, e entre estes habitantes da terra estará a Comunidade Fiel do Salvador, que será guardada.

No Léxico do N.T. Grego/Português, F. Wilbur Ginglich & Frederick W. Danker (Edições Vida Nova), na página 206, temos as seguintes definições da palavra grega τηρέω:

1] guardar, manter vigilância sobre [veja Mateus 27:36,54; 28.4; Atos 12:5; 24:23]

2] guardar, reservar, preservar, manter [veja João 2:10; 17:11s, 15; Atos 25:21; 1 Co 7:37; 1 Timóteo 6:14; 2 Timóteo 4:7; 1 Pedro 1:4; Jd 1:13; Apocalipse 3:10; 16:15]

3] guardar, observar, prestar atenção a, cumprir [veja Mateus 23:3; 28:20; Marcos 7:9 v1.; João 9:16; 14:15,21; 1 João 3:22,24; Apocalipse 3:8,10; 12:17; 22:7]

Observem que na oração sacerdotal feita por Jesus, em João 17:15, nós encontramos o verbo τηρέω (guardar) sendo usado como antítese do verbo αἴρω (tirar)

οὐκ (não) ἐρωτῶ (peço) ἵνα (para que) ἄρῃς (tires) αὐτοὺς (eles) ἐκ (de) τοῦ (o) κόσμου, (mundo,) ἀλλ᾽ (mas) ἵνα (para que) τηρήσῃς (guardes) αὐτοὺς (eles) ἐκ (de) τοῦ (o) πονηροῦ. (mal.)

No entanto, cremos que apenas considerar os verbos não lança luz suficiente para uma interpretação correta deste texto. O que será decisivo na interpretação deste texto, acreditamos, serão as preposições.

Preposição, como o próprio nome já indica, são palavrinhas "pré-postas", ou postas antes dos substantivos. Elas são usadas para expressar a relação entre um substantivo e um adjetivo, verbo ou outro substantivo numa determinada sentença. Alguns teólogos pré-tribulacionistas insistem que o significado da preposição ἐκ em Apocalipse 3.10, significa "fora de", ficando o texto da seguinte forma:

"...σε (te) τηρήσω (guardarei) ἐκ (fora de) τῆς (a) ὥρας (hora) τοῦ (da) πειρασμοῦ (provação)..."

O texto com a preposição ἐκ sendo traduzido por "fora de" fica completamente sem sentido: "...te guardarei fora da hora da provação...". Se ao menos estivesse escrito "...te guardarei fora da provação...", faria algum sentido. Porém, mesmo assim não iria favorecer muito a teoria pré-tribulacionista, pois quando a preposição ἐκ tem o sentido de "fora de" quer dizer "fora de um lugar onde antes estava".

Neste caso, a Igreja já estaria passando pela provação, o que é contrário à teoria pré-tribulacionista, a qual ensina que a Igreja será arrebatada antes da grande tribulação. Vejamos qual é o significado da preposição ἐκ de acordo com o Léxico do N.T. Grego/Português de F. Wilbur Ginglich & Frederick W. Danker (Edições Vida Nova), na página 66:

"ἐκ; antes de vogais ἐξ, prep. com gen. de, a partir de, de dentro de..."

Aqui vale ressaltar um detalhe. Em Apocalipse 3:10, a preposição ἐκ é uma preposição de tempo, qualificando o substantivo ὥρας (hora). Vejamos então, o que os gramáticos de renome dizem da preposição em questão, sendo usada como uma preposição de tempo:

1] Temporal: de, a partir de (esse ponto) ... em diante [Daniel B. Wallace, Greek Grammar Beyond the Basics, página 371]

2] Temporal (tempo a partir do qual). Uma das aplicações específicas de movimento físico ou espacial é temporal. A preposição ἐκ pode ser usada de um tempo restrito do qual alguém ou alguma coisa se moveu [Stanley E. Porter, Idioms of the Greek New Testament, página 155]

3] De tempo quando algo começa a partir de, de, em, por, etc. [William F. Arndt, and F. Wilbur Gingrich, A Greek English Lexicon of the New Testament and Other Early Christian Literature, página 236]

4] De Tempo [W. 367 (344)]; Do (temporal) ponto a partir de onde... [Joseph H. Thayer, Thayer's Greek-English Lexicon of the New Testament, página 191]

5] Tempo = Embora não seja tão comum, ἐκ pode expressar o momento em que começou algo, como em João 9:1 (o cego desde o nascimento), ou o comprimento do tempo em que algo acontece, como em Atos 9:33 (de cama por oito anos) [Richard A. Young Intermediate New Testament Greek, página 95]

A única preposição grega, que poderia salvar a interpretação pré-tribulacionista deste texto, seria a preposição πρό, que significa "antes de". Nesse caso, o texto ficaria assim:

"...σε (te) τηρήσω (guardarei) πρό (antes de) τῆς (a) ὥρας (hora) τοῦ (da) πειρασμοῦ (provação)..."

Porém, não foi a preposição πρό que o amanuense de João registrou em Apocalipse 3:10, e sim a preposição ἐκ. Como já mostramos gramaticalmente, a tradução correta da preposição ἐκ em Apocalipse 3:10 é:

"...σε (te) τηρήσω (guardarei) ἐκ (a partir de) τῆς (a) ὥρας (hora) τοῦ (da) πειρασμοῦ (provação)..."

A seguir, fazemos uma tradução formal de Apocalipse 3:10, com o sentido correto da preposição ἐκ neste texto:

"Porque guardaste a palavra da minha perseverança, também eu te guardarei a partir da hora da provação, que está para vir sobre o mundo todo, para provar os que habitam sobre a terra"

Uma pergunta: Os filhos de Israel foram removidos para o deserto antes das pragas virem sobre a Egito? Não! Mil vezes não! Mas há muitas evidências de que eles foram protegidos das pragas:

1] Uma praga de moscas vieram sobre o Egito (Êxodo 8:21-23), mas ela não veio sobre a terra de Góshen, onde os israelitas estavam.

2] O Eterno enviou uma peste para matar todos os animais no Egito (Êxodo 9:3-6), mas nenhum gado de Israel foi morto.

3] Também uma praga de granizo caiu sobre o Egito para atacar homens, animais e árvores (Êxodo 9:23-26), mas não houve granizo em Góshen, onde os israelitas estavam.

4] Também o Egito foi atormentado com escuridão por três dias (Êxodo 10:22,23), mas os filhos de Israel tinham luz em suas habitações.

5] Finalmente, o anjo do destruidor matou todos os primogênitos do Egito (Êxodo 12:12,13,23,27), mas não os primogênitos dos israelitas que estavam protegidos pelo sangue do cordeiro nos umbrais.

Da mesma forma, que o povo de YHWH no Egito foi protegido das pragas que vieram sobre os incrédulos, assim também os membros do Corpo de Cristo que estiverem vivos durante a grande tribulação, serão guardados contra as pragas que virão ao mundo.

Sim! Haverá mártires que serão degolados pelo anticristo (Apocalipse 20:4), mas serão ressuscitados na primeira ressurreição, e reinarão com Cristo no Milênio. No passado não foi diferente. Num só capítulo do livro de Atos, vemos o apóstolo Tiago, irmão do apóstolo João, ser morto a espada (Atos 12:2), mas também vemos o apóstolo Pedro sendo libertado sobrenaturalmente da prisão (Atos 12:5).

Em Cristo,

Sandro Oliveira

Fonte:
Projeto Ômega

| Enviar artigo para um amigo |

6 comentários: Leave Your Comments

  1. Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai.
    Olhai, vigiai e orai; porque não sabeis quando chegará o tempo.
    Marcos 13:32-33

    E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem.
    Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro;
    Estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada outra.
    Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor.
    Mateus 24:39-42

    Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a terra.
    Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem.
    Lucas 21:35-36

    Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado;
    2 Tessalonicenses 2:7


    se vc para para ler atentamente esses versículos eles afirmam que acontecera antes, pois a tribulação é 7 anos nem mais e nem menos dias ou anos, porem 7 anos, já nesses versículos ele mostra que acontecera em uma hora que ninguém espera, e necessário analisar a bíblia como um todo não somente em parte e tirar suas próprias conclusões, para que não venha a esta enganado ao invés de leva a verdade. Paz seja com tigo em nome de JESUS CRISTO.

    ResponderExcluir
  2. "E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será".
    Bom nessa frase o "levar" significa matar,ou seja,todas as pessoas que foram levadas no dilúvio foram mortas.
    "Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro".
    Realmente há de ter muito cuidado na interpretação,pois, pode ter sentido contrário,até porque,quem foi *deixado* vivo no diluvio foi Noé.

    Que à paz do senhor Jesus esteja com todos.

    ResponderExcluir
  3. Vale frisar que, na Língua Portuguesa, a preposição posposta ao verbo transitivo indireto não possui força sozinha, nem possui significado semântico se separada do verbo que a rege, daí a importância do estudo da regência verbal. Importa também lembrar que a norma culta da língua portuguesa, a qual, via de regra, é a utilizada para tradução dos textos bíblicos, define o verbo “guardar” no sentido de livrar - que é o sentido de Ap 3:10 – como transitivo direto e indireto. Por exemplo, na frase: “Que o Senhor nos guarde de todo mal”, o objeto direto é “nos” e o indireto é a expressão “de todo o mal”. Ora, seguido da preposição “de”, no sentido em que é empregado em Ap 3:10, como sinônimo de livrar, o verbo guardar não possui nenhuma conotação temporal, mas tão somente a de “livrar” total e plenamente do mal que, no caso de Ap 3:10 é retratado como a tentação que há de vir sobre toda a terra, ou seja, a própria Grande Tribulação.

    É IMPORTANTE frisar que quando o assunto é arrebatamento (ou qualquer outro tema da bíblia), é fundamental se verificar o contexto em que o versículo citado se insere. Ora, o versículo de Jo 17:15 - no qual Jesus pede ao Pai que não deseja que tires os seus do mundo, mas que os livres do mal – se insere no contexto da oração sacerdotal de Cristo, na qual, em nenhum momento, Jesus se refere ao arrebatamento da igreja, logo, não tem o menor sentido se fazer referência a este versículo isoladamente como se tivesse o condão de se referir a algo ao qual não se refere efetivamente.

    Por isso, o bom estudioso da Bíblia deve citar os versículos dentro do contexto de que fazem parte. Por exemplo, a primeira carta de Paulo aos Tessalonicenses trata claramente do arrebatamento da igreja de Jesus, logo os versículos que ali estão escritos fazem parte de uma análise fundamentada a respeito do arrebatamento da igreja. Vejamos:

    “Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.
    Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.”
    1 Tessalonicenses 4:16-17

    Ora, neste contexto sobre o arrebatamento da igreja, o apóstolo Paulo revelará claramente que a igreja não foi destinada a passar pelo tempo da ira (grande tribulação). Vejamos:

    “Mas nós, que somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo-nos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação;
    Porque Deus NÃO nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo”
    1 Tessalonicenses 5:8-9

    ResponderExcluir
  4. Complementando o comentário anterior:

    Poderíamos citar também os textos de Lucas 17:26-29, que se inserem no sermão profético em que Jesus trata de sua vinda. Ele, Jesus, profetiza que a época de sua vinda para arrebatar a sua igreja será tal qual nos dias de Noé e nos dia de Ló, em que o mundo estará em aparente normalidade (pessoas comprando, vendendo, casando-se, edificando, plantando, etc), ou seja, nada parecido com a grande tribulação de Apocalipse 6 a 18. Vejamos:

    “E, como aconteceu nos dias de Noé, assim será também nos dias do Filho do homem.
    Comiam, bebiam, casavam, e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio, e os consumiu a todos.
    Como também da mesma maneira aconteceu nos dias de Ló: Comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam;
    Mas no dia em que Ló saiu de Sodoma choveu do céu fogo e enxofre, e os consumiu a todos.”
    Lucas 17:26-29

    Observe que, em um mundo de aparente tranquilidade, ocorreram duas sequências: Noé entrou na arca e veio dilúvio destruindo as pessoas (Noé estava acima da força das águas), e na outra sequência Ló saiu de Sodoma e o fogo destruiu Sodoma e seus habitantes. Ora, se a vinda de Jesus será tal qual nos dias de Noé e tal qual nos dias de Ló, então o Senhor virá para arrebatar o seu povo em tempo de aparente tranquilidade (ANTES da grande tribulação). E tal como Noé entrou na arca ANTES do dilúvio e tal como Ló saiu de Sodoma ANTES de cair fogo do céu, assim a Igreja do Senhor será arrebatada ANTES da Grande Tribulação. A Palavra de Deus é muito clara.

    Assim, meus amados irmãos, será o arrebatamento da igreja do Senhor, ou seja, ANTES da Grande Tribulação, como está previsto em Ap 3:10, em I Ts 5:8-9, em Lc 17:26-29, assim como em muitos outros textos da Bíblia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graça e Paz a todos!

      "As polêmicas bíblicas são características dos faltos de fé, e por consequência faltos também de conhecimento - revelação!

      As teologias pós-modernas em geral, para tentar desvendar uma profecia, recorrem aos caminhos complicados, criados pela sua própria intelectualidade; entre eles: Traduções de originais, hermenêutica, exegética, homilética, semântica, historialismo daqui e dali, etc... Como se Cristo, tivesse dado um evangelho filosófico, refém somente a interpretação dos intelectuais, e não DOS POBRES, ANALFABETOS, etc...
      Portanto, esses caminhos filosóficos, que hoje ocupa o primeiro lugar no ensino cristão, nunca foram ensinados pelo Senhor Jesus, e jamais trilhados pela Igreja Primitiva. Pelo contrário, para mostrar a simplicidade de seu Evangelho, Jesus estabeleceu um Pedro, INDOUTO (sem letras Atos 4:13); como líder da sua Igreja Primitiva.
      Diante dessa realidade, discorremos o tema acima, sem nenhum subterfúgio de equipamentos teológicos humanos, senão mediante a Palavra de Deus, que nos foi dada (Joa. 20:31).

      Os termos bíblicos ESCONDER (Isa. 26:20); GUARDAR DA HORA... (Apoc.. 3:10); LIVRAR (1 Tes. 1:10); NÃO DESTINAR PARA A IRA (1 Tes, 5:9), estão inseridos dentro de "quatro períodos tribulacionais", ora livrado – guardado “dentro” dum período, ora livrado – guardado, “fora” dum período. Confiram comigo, o que as teologias não viram e nem ouviram!

      Continua...

      Excluir
    2. -O LIVRAMENTO P/ O CRISTÃO “DENTRO” DO PRIMEIRO PERÍODO DA GR. TRIBULAÇÃO:
      A escritura prevê ainda, antes da última semana de Daniel (sete anos), um evento denominado de o Princípio de dores – ira das nações – 3ª guerra mundial, no qual existe promessa de “livramento para a Igreja” (na sua individualidade – não em sua coletividade).
      “Ainda que um exército me cercasse, o meu coração não temeria: AINDA QUE UMA GUERRA SE LEVANTASSE CONTRA MIM, NELE CONFIARIA”. Sal. 27:3

      -O GUARDAMENTO P/ O CRISTÃO “DENTRO” DO SEGUNDO PERÍODO DA GR. TRIBULAÇÃO, O DA 1ª BESTA (Apoc. 13:1 a 10).
      A Escritura denomina o segundo período da G.T. de vários nomes:
      -O período – império do ventre e coxas de cobre (Dan. 2:32).
      -O período – império do leopardo (Dan. 7:6).
      -O período da primeira metade da última semana (Dan. 9:24-27)
      -O período da APOSTASIA (2Tes. 2:3).
      -O período da maior perseguição mundial para os cristãos (Mat. 24:9 a 14).
      -O período do cavaleiro do cavalo preto (Apoc. 6:5-6).
      -O período DA HORA DA TENTAÇÃO, "dentro do qual" o Senhor prometeu, guardar não coletivamente toda a Igreja, mas, individualmente os fiéis da Igreja, os que guardaram “ANTES A SUA PALAVRA” (TE GUARDAREI), não somente os fiéis da Igreja de Filadélfia (no passado), mas principalmente os fiéis, da Igreja da última geração (Mat. 24:34).
      “Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu TE GUARDAREI DA HORA DA TENTAÇÃO que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra”. Apoc. 3:10.

      -O GUARDAMENTO P/ O CRISTÃO “FORA” DO TERCEIRO PERÍODO DA GR. TRIBULAÇÃO, O DO ANTICRISTO (Apoc. 13:11 a 18).
      A Escritura denomina o terceiro período da G.T. também de vários nomes:
      -O período – império das pernas de ferro e pés, parte de ferro e barro (Dan. 2:33).
      -O período – império do animal terrível e espantoso (Dan. 7:7).
      -O período da última metade da última semana (Dan. 9:24-27)
      -O período do homem do pecado e filho da perdição (2Tes. 2:3).
      -O período da “angústia de Jacó”, a maior perseguição mundial para Israel (Jer. 30:7 - Mat. 24:16 a 27).
      -O período do cavaleiro do cavalo amarelo (Apoc. 6:7-8).
      "Fora" desse período de 1.290 dias, o Senhor prometeu, guardar coletivamente, toda a Igreja no deserto por 1.260 dias.
      “E foram dadas à mulher duas asas de grande águia, para que voasse para o deserto, ao seu lugar (refúgio espiritual); onde é sustentada por um tempo, tempos e metade de um tempo, fora da vista da serpente”. Apoc. 12:14.

      -O LIVRAMENTO P/ O CRISTÃO “DENTRO” DO QUARTO PERÍODO DA GR. TRIBULAÇÃO, A IRA DO CORDEIRO (Apoc. 6:12 a 17).
      A Escritura denomina o quarto e último período da G.T. também de vários nomes:
      -O período – império da Pedra - Cristo (Dan. 2:34).
      -O período – império da vinda do Filho do homem (Dan. 7:13).
      -O período após a última metade da última semana (Dan. 12:12).
      -O período do Grande dia do Senhor (Sof. 1:14).
      -O período do Juízo de Deus sobre os ímpios e pecadores (Isa. 66:16 - Jud. 14-15).
      -O período da maior perseguição mundial para os que receberam antes, o sinal da besta (Apoc. 9:4).
      “Dentro” desse período, o Senhor prometeu, guardar coletivamente toda a sua Igreja, a exemplo de Israel no meio das pragas no Egito.
      “Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, MAS TU NÃO SERÁS ATINGIDO,
      Somente com teus olhos olharás, e verás a recompensa dos ímpios”. Sal. 91:7-8.

      “Vai pois, povo meu, entra nos teus quartos, e fecha as tuas portas sobre ti; esconde-te só por um momento, ATÉ QUE PASSE A IRA”. Isa. 26:20.

      “Buscai ao Senhor, vós todos os mansos da terra, que pondes por obra o seu juízo; buscai a justiça, buscai a mansidão; porventura SEREIS ESCONDIDOS NO DIA DA IRA DO SENHOR”. Sof. 2:3.

      “E esperar dos céus a seu Filho a quem ressuscitou dos mortos, a saber, Jesus, QUE NOS LIVRA DA IRA FUTURA”. 1Tes. 1:10.

      Peça gratuitamente os gráficos dos quatro períodos da Grande tribulação, e saiba aonde está situado a Vinda de Jesus e o arrebatamento da Igreja, pelo E-mail:Jaime.ap@hotmail.com

      Abraços,
      Jaime e Júlio – Curitiba Pr.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato