background img

A Monsanto dentro das revistas científicas


Em setembro de 2012 pesquisadores franceses publicaram na revista científica Food and Chemical Toxicolgy pesquisa mostrando que ratos alimentados com o milho NK 603 da Monsanto, com e sem o herbicida glifosato, apresentaram mortalidade mais alta e frequente, sendo que as fêmeas desenvolveram numerosos e significantes tumores mamários, além de problemas hipofisários e renais. Os machos morreram, em sua maioria, de graves deficiências crônicas hepato-renais.

Pois então, a mesma Monsanto acaba de emplacar um ex-funcionário num cargo recém criado no comitê editorial da revista. Richard E. Goodman, que trabalhou para a empresa entre 1997 e 2004, é seu novo Editor Associado para Biotecnologia.

Qual a chance de que um nova pesquisa monstrando impactos dos transgênicos venha a ser publicada pela Food and Chemical Toxicolgy?

Com informações de The Goodman affair: Monsanto targets the heart of science

Independent Science News and Earth Open Source, 20 May 2013

Former Monsanto employee put in charge of GMO papers at journal

New article exposes industry attempts to control scientific publishing

Independent Science News and Earth Open Source, 20 May 2013

Ainda sobre o tema, veja Confiabilidade em crise, reportagem da revista Ciência Hoje de maio.

“Por trás da aparente objetividade da literatura científica, esconde-se um universo repleto de aleatoriedade, fontes de viés e conflitos de interesse”

Fonte: Pratos Limpos

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato