background img

Indústria de vacinas em pânico: esforço global quer remover mercúrio de todas as vacinas

A controvérsia sobre o uso de mercúrio em algumas vacinas, apesar de ser comprovadamente tóxico, está aumentando enquanto a Organização das Nações Unidas (ONU) considera a passagem de um novo tratado que pretende proibir o uso de mercúrio em medicamentos em todo o mundo. De acordo com um recente relatório compilado pelo consumidor defensor Tim Bolen, a indústria de vacinas está em pânico sobre esta proibição iminente, já que poderia significar o fim da indústria de vacinas como a conhecemos.

Mesmo o Timerosal, um conservante à base de mercúrio que tem sido usado em vacinas desde a década de 1930, diz-se ter sido em grande parte eliminado da maioria das vacinas, em particular as que se destinam à crianças pequenas; mas muitas vacinas, incluindo a vacina contra a gripe, ainda o contém. Isto significa que milhões de crianças ainda estão sendo injetados com uma neurotoxina conhecida que por nenhuma razão legítima continua a ser usada na produção de vacinas para a conveniência da indústria de vacinas.

Então, na quinta sessão do Comitê Intergovernamental de Negociação para preparar um instrumento global legalmente vinculativo sobre o mercúrio (INC5), delegados de todo o mundo vão decidir se devem ou não aprovar uma resolução restringindo o uso de timerosal em todas as vacinas. Como se vê, muitas das vacinas contendo timerosal que foram proibidas em países desenvolvidos como os EUA e o Canadá foram descartadas dos países em desenvolvimento na África, por exemplo, onde tem havido um aumento enorme de casos de autismo e danos neurológicos.

"O timerosal, usado como conservante, é favorecido pela indústria farmacêutica, pois é mais barato e permite que a indústria se mantenha na produção de vacinas em fábricas velhas e sujas", explicou o Dr. Mark Geier, MD, Ph.D., para a Delegação Africana do Tratado da ONU recentemente.

"Infelizmente, o timerosal também causa problemas de desenvolvimento, retardo mental e autismo em crianças sensíveis ao mercúrio. Meninos são mais suscetíveis à intoxicação por mercúrio do que as meninas, porque a testosterona amplifica a toxicidade do veneno."

"Se o timerosal fosse removido das vacinas em todo o mundo, sem dúvidas os problemas neurológicos em crianças novas quase desapareceriam nas próximas gerações", escreve Bolen. "Os processos contra a indústria, apesar das leis existentes, nunca iriam acabar e essas ações não seriam apenas de indivíduos - elas seriam de países inteiros, estados, distritos escolares. Isso seria o final sangrento de toda a indústria farmacêutica - provavelmente para sempre".

Fontes:
Natural news , Noticias alternativas

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato