background img

A epidemia do tráfico de crianças e o lixo eletrônico

O tráfico de crianças é um grande problema ainda nos dias atuais, seja para a exploração sexual ou para o trabalho infantil. Mesmo assim, o tráfico e a exploração são problemas muitas vezes negligenciados pelos governos.

No ano passado, o tema voltou à tona com a prisão de centenas de suspeitos de tráfico de crianças organizado na China. O governo chinês prendeu 369 suspeitos. A polícia também salvou 89 crianças que tinham idades entre 10 dias até 4 anos. Ainda não é claro se esses menores iriam ser vendidos para fins sexuais ou como trabalhadores. O esforço envolveu mais de 2,6 mil policiais chineses, e prova que o combate ao tráfico infantil não é uma tarefa simples.

Essa questão social está presente em vários países ao redor do globo e impacta milhares de vidas de crianças a cada ano. Alguns especialistas consideram o tráfico uma escravidão moderna, já que envolve crianças de famílias pobres, que muitas vezes são vendidas ou traficadas com ou sem o consentimento dos pais.

Na China, muitos adultos e crianças traficadas são obrigados a trabalhar com lixo eletrônico, como na insegura produção de hardware ou de peças de veículos. O descarte de lixo eletrônico de maneira segura é, portanto, uma questão fundamental, para que ele não termine sendo indevidamente destruído.

Algumas empresas chinesas estão conscientes do problema e lutam pelo lixo eletrônico responsável. Mas, na prática, a questão não é tão simples quanto parece. Países como os EUA criaram legislações sobre a reciclagem de lixo eletrônico, mas mesmo assim é comum encontrar monitores de TV e computadores quebrados e esquecidos nas ruas (no Brasil, a legislação é fraca e a política de resíduos sólidos enfrenta um lento processo de aprovação). Além da falta de opções adequadas para a reciclagem, há o desinteresse entre os usuários das tecnologias.

A China, entre várias outras nações, foi apontada como um país com níveis perigosamente elevados de lixo eletrônico descartado ilegalmente, que acabam na mão de crianças. Há um perigo ainda maior relacionado com produtos químicos tóxicos e outros materiais perigosos encontrados com o envelhecimento de eletrônicos.

O tráfico de crianças e trabalho infantil são alguns dos principais problemas atuais, mas os governos que lucram com esse negócio têm hesitado em iniciar mudanças. Organização de direitos da criança e auxílio humanitário têm batalhado na tentativa de acabar com a exploração infantil, mas esse é um problema difícil de resolver, que envolve muita complexidade geopolítica. A estimativa é que existam entre 115 a 150 milhões de crianças envolvidas no trabalho infantil atualmente.

Fontes:
HypescienceDaily Tech

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato