background img

Quem Financia o Tráfico de Drogas?

Por Carlos Martins

O tráfico internacional de drogas é o segundo ramo comercial mais lucrativo do mundo, perdendo apenas para o tráfico de armamentos. "O trafico de drogas e brancas, a prostituição de larga escala, devidamente industrializado, é obra reconhecidamente JUDAICA. Há uma sociedade internacional denominada " ZWIG MIGDAL ", que explora esse rendoso negócio e contra a qual tem sido impotentes as POLÍCIAS DO ESTADO: MODERNOS, CORROMPIDOS OU JUDAIZADOS".

A direita brasileira e a imprensa capitalista fazem uma campanha sistemática pelo combate ao tráfico, que consiste em armar a polícia até os dentes e manter as favelas das grandes cidades do País, onde se estabeleceu uma base para o tráfico, em estado de sítio.

Em escala internacional, o imperialismo utiliza descaradamente o tráfico como pretexto para intervir em países inteiros (Colômbia, Bolívia etc.) e para violar a soberania de outros. "E Hoje sabemos por meio de investigações que existem 14 ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS LIGADAS AS MÁFIAS, que estariam atuando no Brasil AGINDO DE MANEIRAS COORDENADAS E CONTARIAM COM A PARTICIPAÇÃO DE BRASILEIROS E COLOMBIANOS".

(Não levemos em consideração, neste momento, que a maior vítima dessas operações policiais é a população trabalhadora moradora das favelas.)

O terror nas favelas seria necessário porque o tráfico, na concepção apresentada, seria uma rede de crimes que nasceria com os traficantes no morro e acabaria nos consumidores individuais da burguesia, pequena burguesia e da classe operária.

Ambos deveriam, portanto, ser reprimidos. Isso garantiria a diminuição do tráfico e, quem sabe, até mesmo o seu fim.

Para que isso fosse verdade, no entanto, seria necessário acreditar que o segundo negócio mais lucrativo do mundo é controlado por grupos de criminosos oriundos dos bairros mais pobres das capitais brasileiras. Um verdadeiro conto-de-fadas moderno, uma estória de Cinderela de metralhadora ao invés de carruagem de abóbora, no qual estaria permitido que qualquer garoto pobre do Rio de Janeiro e de São Paulo estivesse no controle de um comércio que movimenta 500 bilhões de dólares!

Enquanto a direita brasileira, o Estado e a imprensa capitalista fazem apologia dos massacres policiais nos morros cariocas, da criação da Força Nacional de Segurança, do Exército na rua e da repressão aberta, com execuções sumárias e tortura legalizada, quem está verdadeiramente lucrando com o tráfico de drogas? " Vivemos um fenômeno Global do crime organizado, e para controlar o Tráfico e o Crime Organizado deve-se controlar o fluxo econômico, social, vivendo uma nova realidade, pois o Tráfico de drogas é diferente da Criminalidade Organizada, pois envolve um "SISTEMA" de redes secretas que Governam e Controlam e Monitoram a Humanidade".

Todos os que pensam e questionam o "SISTEMA" totalitário, ou seja, essa Ditadura informal que vivemos, são mortos, engessados ou calados pela Polícia do Pensamento, pois não importa quem está no SISTEMA, o importante é manter a Estrutura e sabemos que a Estrutura nunca muda.

Para responder a tal pergunta, basta responder quem tem capital para investir e poder financiar, sustentar e organizar um negócio que rende quase meio trilhão por ano. E a resposta seria: os mesmos que mandam nos governos em todos os países do mundo, que controlam suas economias e são os principais causadores da miséria da população: os bancos. Quem mais controla negócios de trilhões de dólares no mundo em que vivemos?

Dizer que o traficante do morro é o responsável por um comércio que movimenta essa quantidade de dinheiro é tão absurdo quanto dizer que o dono da venda da esquina é o responsável pelo imenso lucro da Coca-Cola.

Como nesse caso, se a intenção fosse destruir a Coca-Cola deveríamos perseguir os donos de vendas, padarias e bares de bairro ou ir diretamente na sua matriz nos Estados Unidos?

resposta é óbvia e por ela fica evidente que a intenção dos governos e dos seus funcionários da polícia não é acabar com o tráfico, mas ter uma participação neste negócio imensamente lucrativo.

Esta participação não impede a cínica utilização da ponta distribuidora em pequena escala e varejista do tráfico de drogas para intensificar o controle do Estado capitalista sobre estas populações, da mesma maneira que o imperialismo o utiliza para controlar governos inteiros.

É por este motivo que a discussão sobre a legalização das drogas não tem o menor progresso no mundo, embora fique claro que seria o método mais fácil de controlar este problema social e de saúde que é a mais legítima expressão da decadência da sociedade capitalista.

Concluindo de forma INDIGNADA perante ao Caos no Estado do Rio de Janeiro, que o maior culpado não é o Estado do Rio de Janeiro, pois aqui no Rio de Janeiro não se fabrica FUZIS, GRANADAS, DROGAS E O PRÓPIO DINHEIRO QUE É CONTROLADO PELO GOVERNO FEDERAL. Tudo isso é de responsabilidade Federal a nível EXECUTIVO, LEGISLATIVO E JUDICIARIO, que não cumpre a sua função Constitucional deixando Armas e Drogas entrarem pelas Fronteiras Terrestres, secas, aereas e marítima e pela própia Policia Rodoviaria Federal por incompetência de Governos INÉPTOS E INCAPAZES de combater e impedir o Tráfico de Drogas, de Armas, e a Lavagem de Dinheiro e a Criminalidade Organizada, que está em Conluio com as Farc's, Máfias e o Foro de São Paulo, que como inumeras vezes o grande Filósofo OLAVO DE CARVALHO denunciava em suas colunas de Jornais.

Fonte:
Que verdade e essa

Um comentário: Leave Your Comments

  1. é boa materia bem analizado esses traficantes são marionetes dos tubarões
    agora, eu não concordo com a forma que esses traficantes ganham a vida usando violencia contra os seus próximos (trabalhadores humildes esforçados q não usam o meio de vida como esses alienados traficantes ) moradores da favela
    os fims não justificam os meios .abraço

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato