background img

O GOVERNO QUER QUE VOCÊ FIQUE DOENTE

"O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento;" Os 4:6

Você sabe exatamente o que está comendo ou tomando? Alguma vez já leu o rótulo dos produtos e procurou saber o que são os ingredientes usados? Para 90% da população mundial a resposta é "não".

É essa falta de vontade em obter conhecimento sobre o que se consome que leva empresas e governos a utilizarem produtos nocivos à saúde em quase tudo que comemos e bebemos. Também há um grande desconhecimento sobre a periculosidade de certas vacinas, produtos caseiros, usados em comidas, vídeo games e mesmo na escola. Uma teoria bastante conhecida diz que o intuito do governo é que você fique totalmente doente.

Para o governo, a sua doença é um benefício. Cada pessoa que morre ou se invalida é um gasto a menos em sua receita e, para muitos inescrupulosos, é isso o que vale. Não é difícil aceitar isso, vemos a todo instante que os governos mundiais realmente não se preocupam com o bem estar das populações e somente têm olhos para projetos que os beneficiem diretamente. Por isso muita coisa passa "por debaixo dos panos" e nós acabamos sendo vítimas de empresas que trabalham junto ao governo para nos intoxicar até mesmo com a maior dos bens naturais, a água.

No caso da água, é comum no mundo todo a presença de ácido fluorsilícico - vendido normalmente como um inseticida químico - disfarçado como "fluoreto", ou o fluor indicado por dentistas. O ácido fluorsilícico pode gerar os seguintes efeitos colaterais:

- Câncer
- Danos em fetos
- Ossos fracos
- Fluorose dentária (manchas esbranquiçadas nos dentes)
- Níveis baixos de estrogênio e testosterona
- Danos no estômago (úlceras ou dores repentinas e repetitivas)
- Problemas nas juntas
- Fluorose óssea (dores e danos nos ossos)
- Osteoartrite e osteoporose
- QI baixo
- Perda de memória
- Falta de motivação
- Apatia e passividade
- Inibe a produção de melatonina
- Danifica o sistema imunológico
- Ataca a glândula pineal (que regula o sono e o sexo)
- Pedras nos rins e falência renal
- Interfere na produção de leucócitos (células brancas, que limpam o sangue)
- Mata neurônios
- Dificulta a aprendizagem (falta de atenção)
- Diminui o impulso sexual
- Infertilidade e impotência
- É sedativo
- Acelera o envelhecimento
- Ataca a tireóide (causa bócio e tumores)
- Ataca o hipotálamo (que regula a ímpeto sexual, a fome e a temperatura corporal)
- Diminui a expectativa de vida
- Promove distúrbios mentais
- Afeta a circulação do sangue no coração
- Gengivas recuadas
- O deixa dócil e obediente à mídia/governos ao modificar áreas do seu cérebro
- Danos ao DNA
- Autismo
- Alzheimer

Na comida é o uso de GMOs (Organismos Geneticamente Modificados) que põe sua saúde em risco. Muitos dos genes usados na produção dessas versões modificadas são nocivos ao ser humano e podem desencadear reações diversas que vão desde pequenas alergias até hemorragia cerebral e falência múltipla de órgãos. O chamado "gene exterminador", desenvolvido pela ciência para que o agricultor não possa obter mais do que uma safra da mesma semente e tenha que comprar sementes novas a cada ciclo de colheita e plantio, é especialmente nocivo aos seres vivos em geral. Ele torna as sementes estéreis depois da primeira colheita e se por algum erro for exposto ao ar pode esterilizar plantas, animais e mesmo humanos.

Mas outras ameaças conspiram contra nossa saúde física e mental diariamente. Recentemente um documento de uma organização de saúde contendo dados sobre diversas causas de doenças vazou na internet e chocou a comunidade virtual. Nele estão descritos alguns dos principais riscos à saúde humana que atualmente são abertamente disseminados. Os principais são os que seguem:

- Vacinas: É de conhecimento público que as vacinas atuais usam mercúrio, alumínio, formol e glutamato monossódico. A prática está diretamente ligada ao aumento dos casos de autismo no mundo. Outra prática médica é a injeção direta de mercúrio na boca dos pacientes dos dentistas, que disfarçam o fato chamando a mistura cheia de mercúrio de "amalgama de prata".

- Fast Food: A maioria dos alimentos preparados de forma rápida, seja em lanchonetes ou em cantinas de escolas, contém produtos químicos como o nitrato de sódio. Alguns desses químicos induzem doenças como câncer de cólon, estômago e cerebral.

- Mídia direcionada: A maior parte dos programas atuais direcionados às crianças têm mensagens ocultas - e por vezes até bem explícita - sobre materialismo e inadequação. Se você não vê o programa, não compra o produto ou não come tal marca, você se vê como inadequado perante as outras pessoas. Não há mais programas educativos e as propagandas nos intervalos de programas infantís só oferecem bens materiais que você precisa ter e coisas que você precisa comer e usar para estar na moda.

- Ensino precário e controverso: Atualmente as escolar ensinam muito pouco do que realmente interessa aos alunos e há mais divisões de séries, resultando em um ensino precário que condiciona a criança a aprender uma matéria de primeira série somente na terceira. Além disso, os governos estão instruindo os professores para que defendam certos pontos controversos, como seu direito de reter informações sem permissão e apreender cidadões que se oponham a suas regras.

- Produtos de higiene tóxicos: Xampus, sabonetes, cremes dentais, purificadores de ar e uma gama de outros produtos contêm substâncias nocivas aos seres humanos como químicos sintéticos. Esses produtos, além de não promoverem a correta sanidade nem oferecerem o que prometem (um exemplo recente foi a de uma marca de sabonete que prometia remoção de 99% dos germes quando na verdade ela não fazia nada), podem causar uma série de problemas que vão desde alergias até câncer.

- Poluição em ambientes fechados: Atualmente as madeiras das casas e móveis, bem como carpetes e tintas, exalam substâncias prejudiciais à saúde. No caso dos primeiros dois, dizem que é necessário para evitar cupins e mofo; nos dois últimos, para evitar germes e promover reações químicas, respectivamente. Alguns desses produtos são formol, cola, poluentes sintéticos e fungos que causam o agravamento de alergias e promovem doenças respiratórias que podem levar à falência total do sistema.

- Video games: Antigamente produzidos para as crianças, hoje são feitos para adultos. Mas obviamente as crianças são as que mais jogam e são afetadas pelo comportamento dos personagens, seja na forma de agir, falar, se vestir ou mesmo viver. Ao invés de proibirem ou criarem um tipo de regulamento mais pesado para o conteúdo dos games, os governos insistem em banir desenhos antigos alegando que são violentos e que "ver um rato arrancar a cabeça de um gato ou a cabeça de um personagem explodir não faz bem á saúde mental das crianças".

- Drogas: A psiquiatria atual tem uma única resposta para tudo que aflige o ser humano. Depressão? Use tal remédio; Hiperativismo? Remédios; falta de vontade? Remédios. Nada mais é tratado diretamente entre médico e paciente, apenas com drogas específicas para cada uma das disfunções inventadas pela medicina psiquiátrica. Hoje crianças estão recebendo prescrições para drogas mortais como Ritalin e Prozac, tudo fazendo parte do grande plano para controlar a humanidade. Quando mais pessoas drogadas, menos ameaças aos governos que querem a dominação mundial.

CONCLUSÃO: Quando se fica sabendo das informações acima mencionadas, compreende-se facilmente o porquê das epidemias que atualmente assolam a sociedade, tais como diabetes, depressão, drogas e câncer. Entende-se ainda o motivo pelo qual o governo não está nem aí para a população, deixando o sistema de saúde falir, a segurança pública caindo aos pedaços, além da educação, que, seguindo os propósitos ideológicos do governo, tem mais deseducado que educado as nossas crianças.


Fontes:
Julearauju , Geracao da figueira

3 comentários: Leave Your Comments

  1. O site fornece informações relacionado a área da saúde, informações essas que não são passadas pelas autoridades de saúde em todo mundo.

    A Conspiração do Fluoreto
    http://detenganlavacuna.wordpress.com/2011/03/10/conspiracion-fluor/

    ResponderExcluir
  2. FLUORETAÇÃO DA ÁGUA; três razões para acabar com a fluoretação da água; Fatos sobre Flúor; 50 razões para se opor Fluoretação; Os absurdos da fluoretação da água; Por EPA Profissionais da União se opõe Fluoretação.
    http://www.fluoridealert.org/issues/water/


    DENTE DE CÁRIE EM COMUNIDADES FLUORETADAS VERSUS NÃO-FLUORETADO
    http://www.fluoridealert.org/studies/caries02/


    ÁGUA ESTADO FLUORETAÇÃO EM PAÍSES DA OCDE Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE)
    http://www.fluoridealert.org/content/oecd_nations/


    Acessem pelo Google Chrome. Ele traduz a página.

    ResponderExcluir
  3. KARALEO Ñ BEBO MAIS AGUA VOU COMPRAR SO EMGARRAFADA

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato