background img

Produtora de filme pornô gay estreará “Escândalo no Vaticano”, com o Papa


Após o vazamento da informação sobre o filme “Escândalo no Vaticano”, produção do famoso estudio pornô Bel Ami, quem decidiu converter em roteiro de filme pornô, uma história que em 2010 a imprensa italiana ventilou, onde foi divulgado a secreta vida sexual gay de alguns religiosos ilustres da Santa Sede.

O próximo título de Bel Ami, produtora de filmes pornô románticos com jóvens do leste europeu, terá uma cena em que o próprio Papa Bento XVI dá a benção a dois atores que fingem ser padres. O truque da produtora foi colocar dois atores vestidos de seminaristas num evento do Vaticano que contou com a presença do pontífice. Os rapazes em questão, que de santos não têm nada, foram abençoados pelo papa e as cenas registradas pela Bel Ami.

Após a publicação de uma foto do ator Trevor Yates vestido de padre e fingindo mudar-se para o Vaticano. Yates aparece de bata em várias fotos, supostamente dentro do Vaticano, assim como a confirmação de que existe uma cena de atores jogando futebol na praça de São Pedro.

O Vaticano, assim que soube da história, entrou com uma ação para impedir que o papa apareça no filme pornô, embora a produtora continue sua campanha promocional do filme, que têm prevista sua estréia este mesmo mês, e nos ilustra com mais fotos da rodagem e com o momento prévio à chegada do Papa a saudar a estes atrativos “seminaristas”.

Fonte: diariodepernambuco

Comentário do blog:

Pesquisando no Google sobre Bel Ami se descobre que se trata de um romance do escritor francês Guy de Maupassant, publicado em 1885. Este romance inspirou a criação de uma produtora de filme pornô gay com o mesmo nome, como pode ser checado neste link. Onde o dono desta produtora se chama George Duroy. Ao tentar obter mais informações sobre este sujeito, quase nada se encontra para determinar a quem ele está ligado e quem se beneficia com este “filme”.
no
E justamente estes dias foi divulgado na internet o filme “A Inocência dos Muçulmanos” cujo objetivo foi o de instigar os muçulmanos, para assim iniciar uma 3ª Guerra Mundial com traços de “guerra santa”. Obviamente, satisfazendo um antigo desejo sionista de começar uma guerra no Oriente Médio, eliminar os muçulmanos e criar na região um “Grande Israel”.
No site Rússia Today temos um resumo do que se sabe até agora do vídeo insultando Maomé e a ligação do seu diretor com a industria pornográfica:

O filme, supostamente foi dirigido por Alan Roberts, diretor de vários filmes de baixo orçamento, entre eles várias de conteúdo erótico, como ‘The Sexpert’ ou ‘The Happy Hooker Goes to Hollywood’. Se suspeita que o autor da fita possa ser Nakoula Basseley Nakoula, de 55 anos, porém, ele aparece como produtor do filme sob o pseudônimo Sam Bacille. O mesmo Nakoula assegura que apenas brindou apoio logístico à produção.
Paralelamente, a equipe de rodagem e os atores insistem que desconheciam o conteúdo antimusuçulmano do filme. Asseguram que o título original era ‘Guerreiros do Deserto’ e que foi grosseiramente dublado para superpôr vocábulos como “Maomé” ou “Corão”.
Logo, afirmam os atores, o filme foi promovido por coptos e evangélicos antimuçulmanos de direita, como o egípcio estadunidense Morris Sadek e o pastor da Flórida, Terry Jones, conhecido por queimar públicamente exemplares do Corão.

Vejamos, dois produtores ligados à industria pornográfica criando ou adulterando vídeos para ofender religiões e seus seguidores. O que se pode esperar disto? É claro que querem inflamar a fé de milhões de humanos pra lançá-los numa guerra a nível global. E enquanto o rebanho se mata defendendo a “sua religião” e “seu Deus”. Os projetistas deste diabólico plano assistem a tudo de camarote.
Há anos que a campanha de insultos e difamação contra os muçulmanos vêm atuando, inclusive na Europa. Uma simples pesquisa no Google vemos a quantidade de charges que foram criadas para insultar Maomé:

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2010/05/paquistaneses-protestam-contra-o-facebook.html

http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,criador-de-polemica-charge-de-maome-diz-nao-temer-ameacas,522267,0.htm

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/903931-julgamento-contra-dinamarqueses-por-charges-de-maome-sera-na-4.shtml

http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/mundo/2012/08/16/interna_mundo,317605

/manifestacao-da-ultradireita-podera-exibir-charges-de-maome-em-berlim.shtml

http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI5451432-EI8142,00-Jornal+frances+redistribui+charge+de+Maome+apos+ataque.html

Vamos raciocinar. Quem se prejudica e quem se beneficia com estes insultos? Quem neste mundo deseja eliminar muçulmanos e cristãos numa guerra mundial? Ou melhor, quem deseja exterminar 2/3 da população global? Quem controla a mídia corporativa?

É muito provável que por trás desses filmes se escondam indivíduos ligados ao lobby judaico-sionista, ou às agências terroristas CIA/Mossad, já que em artigo anterior foi mostrado que a industria pornográfica é controlada por judeus.

Será que os sionistas/Illuminati pretendem inflamar a fé de muçulmanos e cristãos para vê-los se destruindo numa guerra mundial? Eu acho que sim.

Fonte:
http://caminhoalternativo.wordpress.com/2012/09/17/produtora-de-filme-porno-gay-estreara-escandalo-no-vaticano-com-o-papa/

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato