background img

Presidente da Nestlé alerta que mundo enfrentará crise de alimentos

Foto: World Food Programme (WFP)
O presidente da Nestlé afirmou nesta terça-feira, dia 14 de agosto, ao jornal Wiener Zeitung, que o mundo enfrentará uma crise alimentar maior do que a registrada em 2008.

Para Peter Brabeck-Letmathe, as plantações de alimentos para consumo da população mundial estão perdendo espaço para as terras dedicadas a produção de biocombustível.

No sábado, o secretário-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), o brasileiro José Graziano da Silva pediu aos EUA a suspensão imediata da produção de biocombustível no país a partir do milho, para evitar uma crise alimentar mundial.

“Uma suspensão imediata e temporária da legislação norte-americana, que destina parte da colheita de milho para a produção do biocombustível, daria algum alívio ao mercado e permitia destinar mais grãos à alimentação humana e animal”, sustentou o secretário da FAO.

O biocombustível é fabricado a partir de produtos agrícolas como a soja, a cana-de-açúcar, a mandioca, a beterraba, o milho, algas e outros tipos de matérias orgânicas de origem vegetal.

O presidente da Nestlé disse ainda ao jornal austríaco que os mais afetados pelo aumento dos preços são os cidadãos dos países mais pobres que dedicam 80% do seu rendimento à alimentação.

Segundo analistas da ONU, se a comunidade internacional ainda permitir uma nova crise alimentar, as suas consequências serão imprevisíveis. Em alguns países a situação não se limitará só a revoltas das pessoas com fome, o desastre poderá alastrar e terá também consequências para os atuais donos da situação.

A Crise de alimentos de 2007-2008 que gerou uma alta nos preços de diversos alimentos, dentre eles o trigo e o milho, afetou principalmente países africanos.

 Fontes:
http://ianoticia.com/2012/08/14/mundo-enfrentara-crise-alimentar-diz-presidente-da-nestle/ 

http://www.agenciafinanceira.iol.pt/dinheiro/nestle-alimentacao-alimentos-precos-fao-ultimas-noticias/1367952-3851.html

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato