background img

Malware Flame possui código suicida que apaga sua presença

(Fonte da imagem: Reprodução/KasperskyLabs)

Ameaça usa o processo browse32.exe para eliminar sua existência das máquinas que foram infectadas.

Conhecido por infectar centenas de computadores no Oriente Médio, o malware Flame está provando ser ainda mais complexo do que o esperado. Além de monitorar redes, realizar a função de keylogger e capturar áudio e imagens do computador, a ameaça conta com linhas de código que removem qualquer traço de infecção das máquinas afetadas.

A descoberta foi feita pela empresa de segurança Symantec, que notou a ocorrência do comportamento em seus computadores “honeypot”, dispositivos que são propositalmente infectados para o estudo de malwares. O responsável por apagar o vírus é o processo “browse32.exe”, que substitui as linhas de código do Flame por caracteres gerados de forma totalmente aleatória.
Malware extremamente complexo

Segundo a companhia, o arquivo executável não foi bem sucedido em remover completamente os sinais deixados pela ameaça. As análises realizadas indicam que o código foi criado antes do dia 9 de maio, antes da existência do malware vir a público.

O Flame contamina computadores se disfarçando como uma atualização do Windows, utilizando uma brecha de segurança que foi corrigida pela Microsoft em um pacote de emergência liberado no último final de semana. Até o momento, não há sinais concretos sobre a origem da ameaça, porém sua complexidade indica que o malware deve ser resultado do trabalho de algum país, e não somente de um grupo independente de hackers.


Fonte:
http://www.tecmundo.com.br/malware/24829-malware-flame-possui-codigo-suicida-que-apaga-sua-presenca.htm

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato