background img

Obama abre a porta da Monsanto para a África

(NaturalNews) Na semana passada, o presidente Barack Obama anunciou um plano que coloca Monsanto, bem como outras grandes Argi-empresas, a cargo de aumentar a oferta de alimentos para regiões desnutridas na África. A Grow África, é parte do plano da administração de Obama para acabar com a fome na África.

Embora US $ 3 bilhões de dólares já foram garantidos pela Monsanto e seus pares, os agricultores locais orgânicos na África têm sido largamente deixado de fora do programa.

"Estou muito feliz de estar aqui participando dessa conversa acredito que o comprometimento do setor público e privado é necessário e capaz de suportar uma transformação na agricultura Africana", disse o presidente e CEO da Monsanto,Hugh Grant.

Deixar uma empresa como a Monsanto expandir seu alcance globalmente não é apenas irresponsável, mas abre um precedente perigoso. O problema em deixar que qualquer fundo de empresa privada desenvolva a agricultura é que a sua principal preocupação será com própria linha de fundo, ao invés de segurança alimentar. Simplificando, o seu objetivo não é a luta contra a fome, é para ganhar dinheiro.

Rajiv Shah, administrador da Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional, fez uma declaração chocante:
"Nós nunca vamos acabar com a fome na África sem o investimento privado Há coisas que só as empresas podem fazer, como a construção de silos para o armazenamento e desenvolvimento de sementes e fertilizantes. . "
A África não precisa de fertilizantes químicos, plantas geneticamente modificadas e plantações de monoculturas de grande porte. Em vez disso, precisa de mais recursos para os agricultores que sustentam as economias locais.

Ronnie Cummins, diretor da associação orgânica de consumidores, chama o plano de Obama de "equivoco" e disse: "Para ajudar dois milhões de pequenos agricultores e moradores rurais a sobreviver e prosperar, precisamos ajudá-los a ter acesso, não com sementes geneticamente modificadas  de insumos químicos caros , mas sim o acesso à terra, água, e as ferramentas e técnicas de agricultura tradicional e sustentável.

O objetivo declarado do programa por Obama é promover a agricultura sustentável e reduzir o número de pessoas no mundo que vivem na pobreza em 50 milhões na próxima década. Embora o objetivo é admirável, os métodos a serem empregados, que envolvem um grande negócio, podem acabar fazendo mais mal do que bem.

Grant também declarou: "Não há nenhum grupo ou uma solução simples que pode resolver os problemas alimentares enfrentamos uma população crescente." Na verdade, a solução é muito simples, leva tempo. Provou-se que o meio orgânico  é o tipo mais sustentável da agricultura. Ao invés de fazer as coisas da maneira certa, a administração Obama decidiu tomar um atalho para acabar com a fome no mundo, chamando em um grande negócio. O problema com os atalhos é que eles sempre costumam ser curtos.

Veja também página da monsanto Africa
http://www.monsantoafrica.com/who_we_are/monsanto_in_africa.asp


Texto traduzido do Inglês

Fonte:
http://www.naturalnews.com/036008_Obama_Monsanto_Africa.html

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato