background img

Açúcar em alimentos processados pode te deixar menos inteligente revela estudo

 

Na série de artigos intitulados"Emburrecendo a Sociedade",descrevi os muitos efeitos negativos do xarope de milho rico em frutose (HFCS) sobre a saúde geral. Esse adoçante de alta potência é encontrado em um grande número de alimentos processados ​​açucarados, como doces, refrigerantes e pré-embalados assados. Também é encontrado em outros produtos que não são bastante açucarados, como sopas, pães, molhos para massas, cereais, pratos congelados, produtos de carne, molhos de salada e condimentos. Pesquisas relacionam o HFCS com o aumento das taxas de obesidade e diabetes na América do Norte, especialmente entre as crianças. A frutose se converte em mais gordura do que qualquer outro açúcar e, sendo um líquido, passa muito mais rapidamente para a corrente sanguínea.

Um estudo recente afirma agora que HFCS não o deixa apenas mais gordo, ele também o deixa (mais) ignorante. De acordo com uma equipe da Universidade da Califórnia, o adoçante, na verdade, interrompe funções cerebrais básicas. Felizmente, esses efeitos negativos podem ser reduzidos com o consumo de ômega-3, um ácido graxo que foi discutido no artigo Emburrecendo a Sociedade - Parte 3 - Como Reverter os Efeitos. Aqui está um artigo sobre um estudo em HFCS.

O açúcar o deixa estúpido? Estudo sugere que ele sabota o aprendizado e a memória

- A frutose é comumente adicionada aos alimentos processados, como refrigerantes.
- Verificou-se dificultar a memória e desacelerar a atividade cerebral.

Muito açúcar poderia estar deixando-o estúpido, de acordo com pesquisadores.

A sugestão segue testes em laboratório comparando xarope de milho rico em frutose, que é seis vezes mais doce que o açúcar de cana e um ingrediente comum em alimentos processados, com os ácidos graxos ômega-3, conhecidos por ajudar a memória e a aprendizagem.

Em um experimento com ratos, um grupo foi mantido com uma dieta açucarada por seis semanas e um outro foi alimentado de forma saudável.

No início do estudo, publicado no Journal of Physiology, a equipe da Universidade de Califórnia testou como os ratos em um labirinto - colocando marcos para ajudá-los a aprender o caminho.

Seis semanas depois, os pesquisadores testaram a capacidade dos ratos para recordar o percurso.

O co-autor do estudo, Professor Fernando Gomez-Pinilla, disse que os ratos alimentados com
apenas uma dieta açucarada eram mais lentos e os seus cérebros tinham declinado.
Ele disse: "Comer uma dieta rica em frutose ao longo do tempo altera a capacidade do seu cérebro de aprender a lembrar informações.

No entanto, a boa notícia é que comer nozes e peixes como o salmão pode contrariar essa perturbação.

"Nossas descobertas mostram que o que você come afeta como você pensa", disse Prof Gomez-Pinilla. 'Adicionando os ácidos graxos ômega-3 em suas refeições pode ajudar a minimizar os danos.
Enquanto pesquisas anteriores revelam como a frutose prejudica o corpo através do seu papel na diabetes, obesidade e fígado, este estudo é o primeiro a descobrir como o adoçante influencia o cérebro.

Os pesquisadores estavam estudando o impacto do xarope de milho rico em frutose em ratos, que têm a química do cérebro semelhante a dos seres humanos.

O líquido, que não é caro, é seis vezes mais doce que o açúcar de cana e é comumente adicionado aos alimentos processados, como refrigerantes.

"Nós não estamos falando de frutose naturalmente de frutas, que também contêm antioxidantes importantes", disse Prof Gomez-Pinilla.
"Estamos preocupados com xarope de milho rico em frutose que é adicionado aos alimentos industrializados como em adoçante e conservante."

Prof Gomez-Pinilla e co-autor Rahul Agrawal constatou que o cérebro de ratos que consumiam uma solução de frutose como se estivessem bebendo água, durante seis semanas, tinha mudado.

Prof Gomez-Pinilla disse: suas células cerebrais tiveram problemas de sinalização entre si, interrompendo nos ratos a habilidade de pensar claramente e recordar o caminho que havia aprendido seis semanas mais cedo. "

Um olhar mais atento no tecido cerebral dos ratos sugeriram que a insulina havia perdido muito do seu poder de influenciar as células do cérebro.

Os autores suspeitam que a ingestão de frutose também poderia bloquear bastante a capacidade da insulina para regular a forma como as células usam e armazenam açúcar para a energia necessária para o processamento de pensamentos e emoções.

No entanto, o seu estudo sugere também que o consumo regular de alimentos ricos em ômega-3 pode proteger o cérebro dos efeitos da frutose.

Prof Gomez-Pinilla disse: 'É como economizar dinheiro no banco. Você quer construir uma reserva para o seu cérebro quando ele necessitar de combustível extra para combater doenças futuras. "

Veja Também:
Emburrecendo a Sociedade - Parte 3 - Como Reverter os Efeitos
Emburrecendo a Sociedade - Parte 1 - Comidas, Bebidas e Medicamentos

Fontes:  
http://danizudo.blogspot.com.br/2012/05/acucar-em-alimentos-processados-deixa.html

http://vigilantcitizen.com/latestnews/does-sugar-in-processed-foods-makes-you-dumber-new-study-says-yes/ 

http://www.dailymail.co.uk/health/article-2145141/Does-sugar-make-stupid-Study-suggests-sabotages-learning-memory.html 

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato