background img

Autoridades fazem últimos ajustes antes de mais uma grande farsa: A Rio+20


BRASÍLIA – A 70 dias da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, as autoridades fazem os ajustes finais para a cúpula que promete ser a maior sobre preservação ambiental, desenvolvimento sustentável e economia verde.

A finalidade é definir um novo padrão para o setor. Participarão das discussões presidentes da República e primeiros-ministros, especialistas, integrantes da sociedade civil e pesquisadores.

De 13 a 22 de junho, o Rio de Janeiro será a sede mundial das discussões sobre a economia verde, desenvolvimento sustentável, erradicação da pobreza, inclusão social, produção e consumo de recursos naturais. Pelos dados dos organizadores, mais de 90 presidentes e primeiros-ministros confirmaram presença. A expectativa é que mais de 50 mil pessoas participem das discussões.

Os debates na Rio+20 ocorrerão em três momentos distintos. Nos primeiros dias, de 13 a 15 de junho, ocorrerá a 3ª Reunião do Comitê Preparatório. Nesse encontro, técnicos de todos os países estarão reunidos nos comitês preparatórios para elaboração dos esboços dos documentos que serão examinados pelos presidentes e primeiros-ministros.

De 16 a 19 de junho, os integrantes da sociedade civil, como organizações não governamentais e universidades, debaterão temas ligados ao meio ambiente em 18 mesas de discussões. A ideia é buscar alternativas sobre políticas sociais associadas à economia verde e ao desenvolvimento sustentável. As propostas apresentadas durante esses debates serão encaminhadas aos presidentes e primeiros-ministros.

Na última etapa da conferência, de 20 a 22 de junho, ocorrerão as reuniões dos presidentes da República e primeiros-ministros, além dos dirigentes da Organização das Nações Unidas (ONU). As autoridades vão analisar todos os documentos elaborados ao longo da conferência e definir um texto para a declaração final.

As discussões globais são coordenadas pelo subsecretário-geral da ONU para Assuntos Econômicos e Sociais e secretário-geral da Rio+20, o embaixador chinês Sha Zukang, pelos coordenadores executivos do evento, Elizabeth Thompson (ex-ministra de Energia e Meio Ambiente de Barbados) e Brice Lalonde (ex-ministro do Meio Ambiente da França).


Comentário  do blog Guerreiro do Apocalipse.:

Já sabemos do que realmente se trata essa conferência (ver em Série: A Nova Ordem Mundial) onde já discutimos bastante sobre esse e outros encontros, conferências, eventos entre outras organizações que vão discutir o rumo do mundo na preparação final para o aparecimento do Antimessias.

Vamos ficar atentos aos acontecimentos...


Fonte:

http://www.libertar.in/2012/04/agenda-21-e-rio-20-o-plano-terrivel-dos.html


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato