background img

As nanomáquinas e o futuro da eugenia

A tecnologia está ai é para ajudar mesmo.
Ela veio para diminuir o trabalho do homem, dando-lhe a possibilidade de utilizar mais cabeça para resolver problemas que a força não pode ajudar.
Veio também para melhorar o tratamento de doenças e a prevenção delas.
Mas utilizar da tecnologia para criar seres “perfeitos” pode nos levar para um beco sem saída.

O último documentário que assisti, de Alex Jones, EndGame, deixa claro que os eugenistas continuam na sua busca louca por aplicar cegamente as leis da evolução de Darwin, que talvez, não passem de blablabla sofístico.

Bom, a onda agora é diminuir ao máximo os apetrechos tecnológicos para que sejam capazes de concertar, construir e tudo o mais.

 
E nessa onda, os cientistas israelenses “desenvolveram nanopartículas de material biológico carregando medicamento que, uma vez colocadas na corrente sanguínea, operam com uma espécie de GPS e dirigem-se diretamente a células doentes, o chamado sistema de “drug delivery”.

Essa nova “coisa”, conforme o filme “Eu sou a lenda“, com Smith, nas mãos erradas, poderia fazer exatamente o que querem os eugenistas: destruir aqueles que eles consideram que não ajudaram na evolução da espécie humana, permanecendo apenas os escolhidos.
Não quero que isso aconteça.Informe-se.

Fontes: http://www.olibertario.org/2009/as-nanomaquinas-e-o-futuro-da-eugenia/
http://info.abril.com.br/aberto/infonews/012009/17012009-6.shl


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato