background img
O que antes era apenas uma possibilidade, a cada dia que passa tem ganhado consistência e se aproximando mais da verdade do que a verdade pré-estabelecida sobre oc chemtrails. A ideia de que estamos sendo vítima de uma mega operação global clandestina de pulverização atmosférica tem se mostrado cada vez mais inconsistente, sendo real somente na mente fértil daqueles que caíram no grande conto criado na internet nos últimos três anos. Mas se os rastros permanentes que estão sendo vistos e chamados de chemtrails não são oriundos de aviões clandestinos pulverizadores, o que estaria provocando essas trilhas permanentes no mundo todo?

Uma das possibilidades é esta: a de que a geoengenharia (dispersão de químicos) aconteça num momento anterior ao da passagem dos aviões comerciais. A verdadeira dispersão dos químicos acontece sem nem se quer nós a percebemos. Nós só a percebemos quando os aviões comercias (e demais) transitam pela área contaminada com o agente químico previamente pulverizado (que no caso é transparente). ao transitar pela área contaminada os aviões a jato comuns geram trilhas de condensação anômalas (persistentes), que estão sendo erroneamente chamadas de Trilhas Químicas (chemtrails). Essa é a primeira proposta... já uma segunda e mais radical é a de que nem existem aviões borrifando químicos previamente à passagem dos comercias. O que existe é uma anomalia natural acontecendo no planeta e que tem gerado este fenômeno de trilhas persistentes que estamos vendo no mundo. Ninguém fala nada e tudo se mantem em sigilo pois não querem que saibamos o que está de fato acontecendo no planeta (em sua atmosfera). Podemos estar lidando com problemas naturais, como a fuga do metano na sibéria, efeitos do Sol (radiação), problemas com o campo magnético e assim por diante.

Desta forma, fica mais plausível dizer:

1) Chemtrails não existem, na verdade são contrails persistentes geradas pela passagem de aviões ordinários por regiões, onde aí sim, pode ter havido algum processo prévio de pulverização de químicos.

2) Se existe química deliberadamente pulverizada por humanos, ela já está na atmosfera antes da passagem dos comercias (e demais aviões a jato, todos estão sujeitos).

3) de fato não há química deliberada, o que há é uma anomalia natural sendo mantida em sigilo.

Um dos colaboradores da nossa equipe nos enviou um vídeo muito interessante sobre um estudo que ele está fazendo em relação ao que temos chamado de "nuvens bomba". Nuvens que surgem de forma instantânea no céu (como bombas). Tal estudo está sendo feito no intento de dar suporte à teoria de que "se existe química deliberadamente pulverizada por humanos, ela já está na atmosfera antes da passagem dos comercias (e demais aviões a jato, todos estão sujeitos)."



Fontes: Semeando , Chemtrail Brasil

As Nuvens bomba, Indícios da verdadeira geoengenharia

O que antes era apenas uma possibilidade, a cada dia que passa tem ganhado consistência e se aproximando mais da verdade do que a verdade pré-estabelecida sobre oc chemtrails. A ideia de que estamos sendo vítima de uma mega operação global clandestina de pulverização atmosférica tem se mostrado cada vez mais inconsistente, sendo real somente na mente fértil daqueles que caíram no grande conto criado na internet nos últimos três anos. Mas se os rastros permanentes que estão sendo vistos e chamados de chemtrails não são oriundos de aviões clandestinos pulverizadores, o que estaria provocando essas trilhas permanentes no mundo todo?

Uma das possibilidades é esta: a de que a geoengenharia (dispersão de químicos) aconteça num momento anterior ao da passagem dos aviões comerciais. A verdadeira dispersão dos químicos acontece sem nem se quer nós a percebemos. Nós só a percebemos quando os aviões comercias (e demais) transitam pela área contaminada com o agente químico previamente pulverizado (que no caso é transparente). ao transitar pela área contaminada os aviões a jato comuns geram trilhas de condensação anômalas (persistentes), que estão sendo erroneamente chamadas de Trilhas Químicas (chemtrails). Essa é a primeira proposta... já uma segunda e mais radical é a de que nem existem aviões borrifando químicos previamente à passagem dos comercias. O que existe é uma anomalia natural acontecendo no planeta e que tem gerado este fenômeno de trilhas persistentes que estamos vendo no mundo. Ninguém fala nada e tudo se mantem em sigilo pois não querem que saibamos o que está de fato acontecendo no planeta (em sua atmosfera). Podemos estar lidando com problemas naturais, como a fuga do metano na sibéria, efeitos do Sol (radiação), problemas com o campo magnético e assim por diante.

Desta forma, fica mais plausível dizer:

1) Chemtrails não existem, na verdade são contrails persistentes geradas pela passagem de aviões ordinários por regiões, onde aí sim, pode ter havido algum processo prévio de pulverização de químicos.

2) Se existe química deliberadamente pulverizada por humanos, ela já está na atmosfera antes da passagem dos comercias (e demais aviões a jato, todos estão sujeitos).

3) de fato não há química deliberada, o que há é uma anomalia natural sendo mantida em sigilo.

Um dos colaboradores da nossa equipe nos enviou um vídeo muito interessante sobre um estudo que ele está fazendo em relação ao que temos chamado de "nuvens bomba". Nuvens que surgem de forma instantânea no céu (como bombas). Tal estudo está sendo feito no intento de dar suporte à teoria de que "se existe química deliberadamente pulverizada por humanos, ela já está na atmosfera antes da passagem dos comercias (e demais aviões a jato, todos estão sujeitos)."



Fontes: Semeando , Chemtrail Brasil

Suecos fazem 'festas do implante' para se transformar em ciborgues. Entusiastas da tecnologia usam chips que permitem abrir portas sem chave e destravar celulares
Já era noite em Estocolmo quando um grupo de oito pessoas chegou ao Swahili Bobs, um estúdio de tatuagem nos becos escuros do bairro de Sodermalm.

Durante o dia, eles são empresários de tecnologia, estudantes, web designers e consultores de TI, mas, naquela noite, eles seriam transformados em ciborgues.

Pode parecer o início de um romance de ficção científica, mas é um relato de acontecimentos reais, protagonizados pelo biohacker Hannes Sjoblad.

Ele organizou o que chama de "festa do implante", que aconteceu no final de novembro e foi um de muitos eventos semelhantes. Durante o encontro, oito voluntários recebem implantes com um pequeno chip de identificação por rádiofrequência (RFID) sob a pele da mão. Sjoblad também tem um.

Ele ainda está pensando pequeno. Tem o plano de conseguir até 100 voluntários nos próximos meses, com 50 implantes já realizados. Mas sua visão para o futuro é muito maior.

"Vamos chegar a mil, depois a 10 mil. Estou convencido de que essa tecnologia veio para ficar e, em breve, não vamos achar estranho ter implantes em nossas mãos."

Portas abertas

BBC/MC10
Chip aplicado sob a pele dá um toque de ciborgue ao usuário
Sjoblad encontra voluntários nas redes sociais e comunidades de hackers na Suécia – pessoas que estão acostumadas a "brincar" com tecnologia.

No momento, o chip implantado na mão age somente como interface de segurança, permitindo que os usuários abram as portas de suas casas sem a chave.

Para fazer isso, no entanto, eles precisam comprar fechaduras novas, que atualmente são caras.

Com um uma pequena adaptação para telefones Android, o implante também consegue desbloqueá-los. Mas há potencial para muito mais funções.

"Acho que estamos apenas começando a descobrir o que podemos fazer com isso. (O chip) tem um potencial muito grande para registrar toda a vida de uma pessoa", diz Sjoblad.

"Com os aplicativos para registrar exerícios e rotinas alimentares que as pessoas estão usando, você precisa digitar tudo o que come ou onde está indo. Mas ao invés de inserir os dados no meu telefone, posso passar meu implante por ele e ele saberá que estou indo dormir."

Ele vai mais além: "Imagine que sensores em uma academia possam reconhecer, por exemplo, quem está segurando um haltere pelo chip na sua mão".

"Vivemos a explosão da internet das coisas – logo haverá sensores ao meu redor que me permitam registrar minhas atividades em relação a eles", acredita.

Homem e máquina

Cada vez mais, as fronteiras entre humanos e máquinas vão sendo borradas. Pessoas que perderam membros já recebem novos membros biônicos, que estão cada vez mais sofisticados. Ninguém acha estranho ter um quadril artificial ou fazer cirurgia a laser para corrigir problemas na visão.

No ano passado, o Google lançou lentes de contato que podem monitorar os níveis de glucose de seu usuário, em uma tentativa de fornecer diagnósticos mais rápidos e melhores para diabéticos.

Os acessórios – desde relógios inteligentes a dispositivos como o bracelete Up, que coleta dados sobre a atividade física do usuário – ficam cada vez mais sofisticados ao monitorar uma série de funções corporais, desde os batimentos cardíacos e o consumo de calorias até os padrões de sono.

Mais algumas empresas já pensam além disso. É o caso da BioStamp, uma tatuagem digital desenvolvida pela empresa americana MC10.

Ela pode ser estampada diretamente no corpo e coleta dados sobre a temperatura corporal, os níveis de hidratação, a exposição a raios UV e outros. Assim como acontece com outros acessórios, os dados podem ser enviados a smartphones.

Outra empresa americana, Proteus, criou uma pílula com um sensor embutido, que funciona em conjunto com uma espécie de adesivo usado na pele e, quando engolida, pode medir uma série de funções corporais.

"Essas coisas já estão aqui, a pergunta real é se elas podem funcionar melhor estando na nossa pele ou dentro de nós – e uma das grandes vantagens delas é que não podemos esquecê-las em casa, como um telefone ou um bracelete", diz David Wood, diretor do grupo London Futurists, que debate cenários radicais para os próximos 40 anos.

Suecos aplicam chips sob a pele que permitem controlar aparatos tecnológicos
Wood acha que os implantes ainda não estão prontos para o grande público, mas acredita que esse é o momento perfeito para um debate sobre o tema.

"Anos atrás havia muito medo das vacinas e agora parece perfeitamente normal injetar outras células em nosso corpo. Isso é um exemplo primitivo de biohacking", afirma.

Hannes Sjoblad também espera que sua "festa do implante" gere um debate sobre nosso possível futuro como ciborgues.

"A ideia é virar uma comunidade, é por isso que fazemos os implantes juntos. As pessoas ficam unidas pela experiência e começam a fazer perguntas sobre o que significa ser homem e máquina", diz.

Para aqueles que decidem deixar de ser ciborgues, o procedimento que Sjoblad realiza para implantar os chips é reversível e dura apenas cinco minutos. Mas ele não pretende remover o seu.

"(O implante) É divertido, é algo que faz as pessoas puxarem papo. Ele abre discussões interessantes sobre o que é ser humano. Não serve só para abrir portas."

Fonte: Tecnologia Uol

Suecos fazem 'festas do implante' para se transformar em ciborgues

Suecos fazem 'festas do implante' para se transformar em ciborgues. Entusiastas da tecnologia usam chips que permitem abrir portas sem chave e destravar celulares
Já era noite em Estocolmo quando um grupo de oito pessoas chegou ao Swahili Bobs, um estúdio de tatuagem nos becos escuros do bairro de Sodermalm.

Durante o dia, eles são empresários de tecnologia, estudantes, web designers e consultores de TI, mas, naquela noite, eles seriam transformados em ciborgues.

Pode parecer o início de um romance de ficção científica, mas é um relato de acontecimentos reais, protagonizados pelo biohacker Hannes Sjoblad.

Ele organizou o que chama de "festa do implante", que aconteceu no final de novembro e foi um de muitos eventos semelhantes. Durante o encontro, oito voluntários recebem implantes com um pequeno chip de identificação por rádiofrequência (RFID) sob a pele da mão. Sjoblad também tem um.

Ele ainda está pensando pequeno. Tem o plano de conseguir até 100 voluntários nos próximos meses, com 50 implantes já realizados. Mas sua visão para o futuro é muito maior.

"Vamos chegar a mil, depois a 10 mil. Estou convencido de que essa tecnologia veio para ficar e, em breve, não vamos achar estranho ter implantes em nossas mãos."

Portas abertas

BBC/MC10
Chip aplicado sob a pele dá um toque de ciborgue ao usuário
Sjoblad encontra voluntários nas redes sociais e comunidades de hackers na Suécia – pessoas que estão acostumadas a "brincar" com tecnologia.

No momento, o chip implantado na mão age somente como interface de segurança, permitindo que os usuários abram as portas de suas casas sem a chave.

Para fazer isso, no entanto, eles precisam comprar fechaduras novas, que atualmente são caras.

Com um uma pequena adaptação para telefones Android, o implante também consegue desbloqueá-los. Mas há potencial para muito mais funções.

"Acho que estamos apenas começando a descobrir o que podemos fazer com isso. (O chip) tem um potencial muito grande para registrar toda a vida de uma pessoa", diz Sjoblad.

"Com os aplicativos para registrar exerícios e rotinas alimentares que as pessoas estão usando, você precisa digitar tudo o que come ou onde está indo. Mas ao invés de inserir os dados no meu telefone, posso passar meu implante por ele e ele saberá que estou indo dormir."

Ele vai mais além: "Imagine que sensores em uma academia possam reconhecer, por exemplo, quem está segurando um haltere pelo chip na sua mão".

"Vivemos a explosão da internet das coisas – logo haverá sensores ao meu redor que me permitam registrar minhas atividades em relação a eles", acredita.

Homem e máquina

Cada vez mais, as fronteiras entre humanos e máquinas vão sendo borradas. Pessoas que perderam membros já recebem novos membros biônicos, que estão cada vez mais sofisticados. Ninguém acha estranho ter um quadril artificial ou fazer cirurgia a laser para corrigir problemas na visão.

No ano passado, o Google lançou lentes de contato que podem monitorar os níveis de glucose de seu usuário, em uma tentativa de fornecer diagnósticos mais rápidos e melhores para diabéticos.

Os acessórios – desde relógios inteligentes a dispositivos como o bracelete Up, que coleta dados sobre a atividade física do usuário – ficam cada vez mais sofisticados ao monitorar uma série de funções corporais, desde os batimentos cardíacos e o consumo de calorias até os padrões de sono.

Mais algumas empresas já pensam além disso. É o caso da BioStamp, uma tatuagem digital desenvolvida pela empresa americana MC10.

Ela pode ser estampada diretamente no corpo e coleta dados sobre a temperatura corporal, os níveis de hidratação, a exposição a raios UV e outros. Assim como acontece com outros acessórios, os dados podem ser enviados a smartphones.

Outra empresa americana, Proteus, criou uma pílula com um sensor embutido, que funciona em conjunto com uma espécie de adesivo usado na pele e, quando engolida, pode medir uma série de funções corporais.

"Essas coisas já estão aqui, a pergunta real é se elas podem funcionar melhor estando na nossa pele ou dentro de nós – e uma das grandes vantagens delas é que não podemos esquecê-las em casa, como um telefone ou um bracelete", diz David Wood, diretor do grupo London Futurists, que debate cenários radicais para os próximos 40 anos.

Suecos aplicam chips sob a pele que permitem controlar aparatos tecnológicos
Wood acha que os implantes ainda não estão prontos para o grande público, mas acredita que esse é o momento perfeito para um debate sobre o tema.

"Anos atrás havia muito medo das vacinas e agora parece perfeitamente normal injetar outras células em nosso corpo. Isso é um exemplo primitivo de biohacking", afirma.

Hannes Sjoblad também espera que sua "festa do implante" gere um debate sobre nosso possível futuro como ciborgues.

"A ideia é virar uma comunidade, é por isso que fazemos os implantes juntos. As pessoas ficam unidas pela experiência e começam a fazer perguntas sobre o que significa ser homem e máquina", diz.

Para aqueles que decidem deixar de ser ciborgues, o procedimento que Sjoblad realiza para implantar os chips é reversível e dura apenas cinco minutos. Mas ele não pretende remover o seu.

"(O implante) É divertido, é algo que faz as pessoas puxarem papo. Ele abre discussões interessantes sobre o que é ser humano. Não serve só para abrir portas."

Fonte: Tecnologia Uol

Published at: 15:30, December 13, 2014 By Luis R. Miranda
(Imagem: www.gqrr.com)
A COP20, patrocinada pelas Nações Unidas e as corporações transnacionais, emite a maior quantidade de CO2 do que nunca.

LIMA - Você poderia pensar que o encontro COP20 em Lima seria um debate entre cientistas e políticos ou que eles teriam conversas francas sobre como melhorar o uso de energia e reduzir significativamente a poluição ambiental.

Bem, isso terá que ser deixado para o próximo encontro ou, talvez, para uma outra época na história humana.

Mesmo sendo os mais poluidores do mundo, representantes das empresas de energia mais poderosas estão e sempre têm estado em todas as reuniões do meio ambiente desde Rio 1992.

Você provavelmente está se perguntando o que fazem os representantes da indústria mais perigosa do mundo, que rivaliza com os poluidores da geo-engenharia e os transgénicos, nas negociações sobre o clima no Peru.

Será que é mesmo possível negociar maneiras de ter um planeta mais limpo quando os poluidores, aqueles que só buscam o lucro para seus acionistas e eles mesmos, estão na mesa de negociação?
Para começar, as empresas petroleiras não estão lá para negociar, mas para cuidar de seus interesses.
O petróleo será a principal fonte de energia para as indústrias do mundo por muito tempo, mas as petroleiras não deveriam estar participando na discussão sobre como ter um planeta mais limpo.
Os petroleiros não estão interessados em um planeta mais limpo. Se estivessem, não teriam causado tanto dano ao meio ambiente, como têm feito.

Se eles estivessem realmente interessados em um planeta mais limpo, estariam investindo tanto dinheiro quanto gastam para opor-se ao surgimento de novas tecnologias e campanhas ambientais falsas - como o falso alarmismo do aquecimento global.

Agora, é importante entender por que eles estão lá.

A razão é que eles financiam o falso movimento ambientalista. Aquelas pessoas que pedem uma redução significativa das emissões de CO2 e que culpam os seres humanos pelo aquecimento global estão associados com BP, Shell, Exxon e Chevron, entre outros. O ambientalismo é um grande negócio e é financiado e dirigido pelos chefes de indústria que controlam os monopólios mais importantes.

“Nas publicações do movimento ambiental, afirma-se que o mesmo surgiu a partir de grupos locais. A verdade, porém, é que o financiamento e as políticas vêm das mais prestigiadas instituições de estabelecimento liberal ocidental, centrado em torno do Council on Foreign Relations, a Comissão Trilateral, o Instituto Aspen e uma série de fundações familiares privadas, ” relatam Rogelio A. Maduro e Ralf Schauerhammer no capítulo 10 do seu livro Os Buracos na Camada de Ozônio: A Evidência Científica de que o Céu Não está Caindo.

Surpreendido? Essa é a natureza do monopólio corporativo e da burocracia.

Mas há mais. Segundo os autores, o movimento ambientalista atual, que é seguido por milhões de pessoas, simplesmente porque eles não sabem mais o que fazer, tem intenções muito claras para o presente e o futuro do mundo ocidental. Infelizmente, essas intenções não são as melhores para a humanidade. “Esta rede de fundações tornou o ambientalismo atual em um movimento de massa para apoiar a institucionalização da anticiencia e as políticas de não-crescimento em todos os níveis de governo e da vida pública. Conforme previsto pelo Projeto de 1980 do Council on Foreign Relations, o ambientalismo tem sido usado contra a economia dos Estados Unidos, contra metas tais como a agricultura de alta tecnologia e a indústria de energia nuclear. Este movimento é fundamentalmente uma religião pagãverde’.

Embora os líderes das negociações do clima no Peru e em eventos anteriores patrocinados pela Organização das Nações Unidas utilizam o lema do movimento ambientalista salvemos a Terra” e, enquanto se disfarçam como organizações “sem fins lucrativos” que procuram representar o “interesse público”,  eles são exatamente o oposto.

Todas as organizações ambientais estão compostas de milhares de pequenos grupos ambientalistas que estão direta ou indiretamente financiadas por verbas da ONU ou grandes corporações. Como é que eles consegueriam arrecadar bilhões de dólares por ano se não fosse pelas grandes contribuições de interesses corporativos?

Tomemos por exemplo a Coalition Global Tomorrow, que é composta por mais de 100 grupos ambientais e de controle populacional. Nenhum desses grupos tem um orçamento inferior a 3 milhões de dólares por ano.

Uma pesquisa compilada por Maduro e Schauerhammer mostra que, já em 1980, 35 fundações eram responsáveis por investir fortemente e, literalmente, financiar as operações de dois poderosos grupos ambientais: O Fundo de Defesa do Meio Ambiente e o Conselho de Defesa dos Recursos Naturais.
No início de 1990, fontes públicas disponíveis mostraram que as receitas totais do movimento ambientalista foram mais de 8.500 milhões dólares americanos por ano. Quanto você acha que é o seu orçamento hoje?

Simplificando, o movimento ambientalista é propriedade de um clube de bilionários e suas fundações isentas de impostos que, com suas contribuições financeiras, controlam o movimento ambientalista a um ponto onde até mesmo as agências governamentais parecem incapazes de fazer o seu trabalho de forma independente.

No verão de 2014, um relatório divulgado pelo Comitê do Meio Ambiente e Obras Públicas do Senado confirmou a noção de que as organizações  tais como a WWF e, Greenpeace, Earthjustice, a National Wildlife Federation dos Estados Unidos, The Nature Conservancy, a Fundação Sierra Club e a União dos Cientistas Preocupados receberam quase 8 mil milhões de dólares destes mesmos grupos.

Enquanto os céticos do movimento ambientalista são rotulados como marionetes das corporações petroleiras, aqueles que são efetivamente controlados pela indústria do petróleo, a ONU e as fundações isentas de imposto são os líderes do movimento ambientalista. As acusações infundadas fixadas em qualquer um que se opõe à farsa do aquecimento antropogênico é simplesmente uma projeção de sua própria ganância.

Enquanto os alarmistas do clima apelam para que as grandes massas ignorantes exijam mudanças dos seus líderes políticos, os ambientalistas estão sendo pagos para apoiar o falso movimento ambientalista parasalvar a Terra”, com o único objetivo de limitar o desenvolvimento, manter as pessoas pobres e reduzir drasticamente a população.

Como Chris Williams, do Climate and Capitalism explica, a atual onda de ambientalistas falsos é apenas um grupo de grandes estrategistas que são ótimos com a ciência e a arte de tirar o melhor proveito de uma campanha falsa” em grande escala contra as mesmas massas de pessoas que eles recrutam para exercer pressão sobre os líderes políticos para que eles aprovem legislação que favorece às grandes corporações petroleiras transnacionais.

Se você não entendeu isso antes, agora você sabe porque as grandes corporações petroleiras estão na ‘mesa de negociações’ em Lima, Peru.

Cada documento assinado em reuniões sobre o clima no passado tinha o selo de aprovação dessas corporações. Sem a sua autorização, os acordos não teriam acontecido. Eles são donos do movimento ambientalista. Não haverá decisões que favoreçam o planeta até que essas pessoas sejam expulsas das negociações e, a menos que as organizações ambientais, especialmente as mais importantes, parem de aceitar fundos de doadores corporativos e fundações filantrópicas isentas de impostos.

Fonte: Real Agenda

O que fazem as companhias petroleiras na COP20 em Lima?

Published at: 15:30, December 13, 2014 By Luis R. Miranda
(Imagem: www.gqrr.com)
A COP20, patrocinada pelas Nações Unidas e as corporações transnacionais, emite a maior quantidade de CO2 do que nunca.

LIMA - Você poderia pensar que o encontro COP20 em Lima seria um debate entre cientistas e políticos ou que eles teriam conversas francas sobre como melhorar o uso de energia e reduzir significativamente a poluição ambiental.

Bem, isso terá que ser deixado para o próximo encontro ou, talvez, para uma outra época na história humana.

Mesmo sendo os mais poluidores do mundo, representantes das empresas de energia mais poderosas estão e sempre têm estado em todas as reuniões do meio ambiente desde Rio 1992.

Você provavelmente está se perguntando o que fazem os representantes da indústria mais perigosa do mundo, que rivaliza com os poluidores da geo-engenharia e os transgénicos, nas negociações sobre o clima no Peru.

Será que é mesmo possível negociar maneiras de ter um planeta mais limpo quando os poluidores, aqueles que só buscam o lucro para seus acionistas e eles mesmos, estão na mesa de negociação?
Para começar, as empresas petroleiras não estão lá para negociar, mas para cuidar de seus interesses.
O petróleo será a principal fonte de energia para as indústrias do mundo por muito tempo, mas as petroleiras não deveriam estar participando na discussão sobre como ter um planeta mais limpo.
Os petroleiros não estão interessados em um planeta mais limpo. Se estivessem, não teriam causado tanto dano ao meio ambiente, como têm feito.

Se eles estivessem realmente interessados em um planeta mais limpo, estariam investindo tanto dinheiro quanto gastam para opor-se ao surgimento de novas tecnologias e campanhas ambientais falsas - como o falso alarmismo do aquecimento global.

Agora, é importante entender por que eles estão lá.

A razão é que eles financiam o falso movimento ambientalista. Aquelas pessoas que pedem uma redução significativa das emissões de CO2 e que culpam os seres humanos pelo aquecimento global estão associados com BP, Shell, Exxon e Chevron, entre outros. O ambientalismo é um grande negócio e é financiado e dirigido pelos chefes de indústria que controlam os monopólios mais importantes.

“Nas publicações do movimento ambiental, afirma-se que o mesmo surgiu a partir de grupos locais. A verdade, porém, é que o financiamento e as políticas vêm das mais prestigiadas instituições de estabelecimento liberal ocidental, centrado em torno do Council on Foreign Relations, a Comissão Trilateral, o Instituto Aspen e uma série de fundações familiares privadas, ” relatam Rogelio A. Maduro e Ralf Schauerhammer no capítulo 10 do seu livro Os Buracos na Camada de Ozônio: A Evidência Científica de que o Céu Não está Caindo.

Surpreendido? Essa é a natureza do monopólio corporativo e da burocracia.

Mas há mais. Segundo os autores, o movimento ambientalista atual, que é seguido por milhões de pessoas, simplesmente porque eles não sabem mais o que fazer, tem intenções muito claras para o presente e o futuro do mundo ocidental. Infelizmente, essas intenções não são as melhores para a humanidade. “Esta rede de fundações tornou o ambientalismo atual em um movimento de massa para apoiar a institucionalização da anticiencia e as políticas de não-crescimento em todos os níveis de governo e da vida pública. Conforme previsto pelo Projeto de 1980 do Council on Foreign Relations, o ambientalismo tem sido usado contra a economia dos Estados Unidos, contra metas tais como a agricultura de alta tecnologia e a indústria de energia nuclear. Este movimento é fundamentalmente uma religião pagãverde’.

Embora os líderes das negociações do clima no Peru e em eventos anteriores patrocinados pela Organização das Nações Unidas utilizam o lema do movimento ambientalista salvemos a Terra” e, enquanto se disfarçam como organizações “sem fins lucrativos” que procuram representar o “interesse público”,  eles são exatamente o oposto.

Todas as organizações ambientais estão compostas de milhares de pequenos grupos ambientalistas que estão direta ou indiretamente financiadas por verbas da ONU ou grandes corporações. Como é que eles consegueriam arrecadar bilhões de dólares por ano se não fosse pelas grandes contribuições de interesses corporativos?

Tomemos por exemplo a Coalition Global Tomorrow, que é composta por mais de 100 grupos ambientais e de controle populacional. Nenhum desses grupos tem um orçamento inferior a 3 milhões de dólares por ano.

Uma pesquisa compilada por Maduro e Schauerhammer mostra que, já em 1980, 35 fundações eram responsáveis por investir fortemente e, literalmente, financiar as operações de dois poderosos grupos ambientais: O Fundo de Defesa do Meio Ambiente e o Conselho de Defesa dos Recursos Naturais.
No início de 1990, fontes públicas disponíveis mostraram que as receitas totais do movimento ambientalista foram mais de 8.500 milhões dólares americanos por ano. Quanto você acha que é o seu orçamento hoje?

Simplificando, o movimento ambientalista é propriedade de um clube de bilionários e suas fundações isentas de impostos que, com suas contribuições financeiras, controlam o movimento ambientalista a um ponto onde até mesmo as agências governamentais parecem incapazes de fazer o seu trabalho de forma independente.

No verão de 2014, um relatório divulgado pelo Comitê do Meio Ambiente e Obras Públicas do Senado confirmou a noção de que as organizações  tais como a WWF e, Greenpeace, Earthjustice, a National Wildlife Federation dos Estados Unidos, The Nature Conservancy, a Fundação Sierra Club e a União dos Cientistas Preocupados receberam quase 8 mil milhões de dólares destes mesmos grupos.

Enquanto os céticos do movimento ambientalista são rotulados como marionetes das corporações petroleiras, aqueles que são efetivamente controlados pela indústria do petróleo, a ONU e as fundações isentas de imposto são os líderes do movimento ambientalista. As acusações infundadas fixadas em qualquer um que se opõe à farsa do aquecimento antropogênico é simplesmente uma projeção de sua própria ganância.

Enquanto os alarmistas do clima apelam para que as grandes massas ignorantes exijam mudanças dos seus líderes políticos, os ambientalistas estão sendo pagos para apoiar o falso movimento ambientalista parasalvar a Terra”, com o único objetivo de limitar o desenvolvimento, manter as pessoas pobres e reduzir drasticamente a população.

Como Chris Williams, do Climate and Capitalism explica, a atual onda de ambientalistas falsos é apenas um grupo de grandes estrategistas que são ótimos com a ciência e a arte de tirar o melhor proveito de uma campanha falsa” em grande escala contra as mesmas massas de pessoas que eles recrutam para exercer pressão sobre os líderes políticos para que eles aprovem legislação que favorece às grandes corporações petroleiras transnacionais.

Se você não entendeu isso antes, agora você sabe porque as grandes corporações petroleiras estão na ‘mesa de negociações’ em Lima, Peru.

Cada documento assinado em reuniões sobre o clima no passado tinha o selo de aprovação dessas corporações. Sem a sua autorização, os acordos não teriam acontecido. Eles são donos do movimento ambientalista. Não haverá decisões que favoreçam o planeta até que essas pessoas sejam expulsas das negociações e, a menos que as organizações ambientais, especialmente as mais importantes, parem de aceitar fundos de doadores corporativos e fundações filantrópicas isentas de impostos.

Fonte: Real Agenda


Este é o resumo de notícias do dia 18/12/14. Após o anúncio da retomada de relações diplomáticas entre EUA e Cuba [uma das poucas nações "isoladas" do organograma geo-político mundial], nesta quinta-feira as atenções se voltam para a Coreia do Norte, outro país fora do organograma mundial.

A Casa Branca afirmou que o ataque a sistemas de computadores da Sony Pictures foi realizado pela Coreia do Norte e está sendo tratado como uma questão de "segurança nacional séria". O secretário de imprensa da Casa Branca, Josh Earnest, disse que a investigação ainda estava em andamento e os EUA estava pesando uma resposta "proporcional" aos ataques.

Por outro lado, os Estados Unidos não apoiariam um novo projeto de resolução proposto por palestinos no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas, disse a porta-voz do Departamento de Estado, Jen Psaki, nesta quinta-feira. "Não é algo que iríamos apoiar", disse Psaki a repórteres.

Os palestinos buscam formar um Estado incluindo Cisjordânia, Faixa de Gaza e Jerusalém Oriental, áreas capturadas por Israel na guerra de 1967 no Oriente Médio. Israel se retirou de Gaza em 2005, mas continua a bloquear o enclave, que é controlado pelo Hamas, grupo considerado inimigo dos israelenses.

No contexto da crise financeira russa, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, fez seu discurso anual nesta quinta-feira (18) e afirmou que seu país conseguirá sair da crise econômica em, no máximo, "dois anos".



Jihadistas do grupo extremista Estado Islâmico publicaram fotos de 13 pessoas decapitadas nesta terça-feira (16), em mais uma tentativa de ameaçar a coalizão internacional liderada pelo Exército norte-americano que luta para conter seu avanço.

Na Nigéria, continua o clima de terror causado pelo grupo jihadista islâmico Boko Haram. Vários homens suspeitos de pertencerem ao grupo sequestraram mais de 100 mulheres e crianças no pasado domingo, numa vila remota no nordeste do país.

A informação chegou apenas hoje ao conhecimento das autoridades que n ão pôde confirmar todos os dados. O ataque, durante o qual 35 pessoas terão sido assassinadas, terá ocorrido em Gumskiri, perto da fronteira com os Camarões.

As imagens foram divulgadas por sites ligados à organização. As vítimas são combatentes capturados há 10 dias de tribos sunitas iraquianas que se opõem ao EI. "A insurreição dos muçulmanos e outros ataques domésticos serão inevitáveis se o Ocidente continuar com seus crimes contra o Islã", escreveram jihadistas no Twitter.

No Iêmen, suicidas detonaram nesta quinta-feira dois carros-bomba na cidade portuária de Hodeida, no Mar Vermelho, matando a si mesmos e outras sete pessoas.

No gemido da natureza, devido à extensa seca, o governo de São Paulo irá aplicar multa, a partir de 1º de janeiro, para quem aumentar o consumo de água em São Paulo. O percentual será calculado com base na média de fevereiro de 2013 até janeiro de 2014.

Neste vídeo, você poderá ver os principais acontecimentos ligados ao gemido da natureza nas últimas semanas:



Os sinais continuam ocorrendo em todos os segmentos e lugares. Muitos consideram esses fatos algo cíclico e corriqueiro... Outros, preferem nem sequer saber deles e continuam como se nada estivesse ocorrendo... A maioria prefere viver na contramão das Verdades das Escrituras.

No entanto, cremos que as profecias contidas nas Escrituras estão se concretizando de forma gradual e paulatina. É tempo de arrependimento, santificação e fé nas promessas do Altíssimo para aqueles que crêem e de intercessão por aqueles que não crêem.

Referências:
http://www.opovo.com.br/app/maisnoticias/mundo/americadonorte/2014/12/18/noticiasamericadonorte,3365172/casa-branca-diz-que-ataque-a-sony-e-uma-questao-seria-de-seguranca-nacional.shtml

http://www.araraquara.com/noticias/NOT,0,0,1019183,EUA%2Bdizem%2Bque%2Bnao%2Bapoiarao%2Bnova%2Bresolucao%2Bde%2Bpalestinos%2Bna%2BONU.aspx

http://ansabrasil.com.br/brasil/noticias/mundo/noticias/2014/12/18/Putin-diz-em-dois-anos-crise-russa-terminara_8255002.html

http://ansabrasil.com.br/brasil/noticias/mundo/noticias/2014/12/16/EI-publica-fotos-corpos-decapitados_8250978.html

http://pt.euronews.com/2014/12/18/nigeria-o-boko-haram-raptou-domingo-mais-de-uma-centena-pessoas/

http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/internacional/2014/12/18/suicidas-matam-pelo-menos-7-em-porto-no-iemen-dizem-fontes.htm


Fonte: Projeto Ômega

Resumo do dia (18/12)


Este é o resumo de notícias do dia 18/12/14. Após o anúncio da retomada de relações diplomáticas entre EUA e Cuba [uma das poucas nações "isoladas" do organograma geo-político mundial], nesta quinta-feira as atenções se voltam para a Coreia do Norte, outro país fora do organograma mundial.

A Casa Branca afirmou que o ataque a sistemas de computadores da Sony Pictures foi realizado pela Coreia do Norte e está sendo tratado como uma questão de "segurança nacional séria". O secretário de imprensa da Casa Branca, Josh Earnest, disse que a investigação ainda estava em andamento e os EUA estava pesando uma resposta "proporcional" aos ataques.

Por outro lado, os Estados Unidos não apoiariam um novo projeto de resolução proposto por palestinos no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas, disse a porta-voz do Departamento de Estado, Jen Psaki, nesta quinta-feira. "Não é algo que iríamos apoiar", disse Psaki a repórteres.

Os palestinos buscam formar um Estado incluindo Cisjordânia, Faixa de Gaza e Jerusalém Oriental, áreas capturadas por Israel na guerra de 1967 no Oriente Médio. Israel se retirou de Gaza em 2005, mas continua a bloquear o enclave, que é controlado pelo Hamas, grupo considerado inimigo dos israelenses.

No contexto da crise financeira russa, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, fez seu discurso anual nesta quinta-feira (18) e afirmou que seu país conseguirá sair da crise econômica em, no máximo, "dois anos".



Jihadistas do grupo extremista Estado Islâmico publicaram fotos de 13 pessoas decapitadas nesta terça-feira (16), em mais uma tentativa de ameaçar a coalizão internacional liderada pelo Exército norte-americano que luta para conter seu avanço.

Na Nigéria, continua o clima de terror causado pelo grupo jihadista islâmico Boko Haram. Vários homens suspeitos de pertencerem ao grupo sequestraram mais de 100 mulheres e crianças no pasado domingo, numa vila remota no nordeste do país.

A informação chegou apenas hoje ao conhecimento das autoridades que n ão pôde confirmar todos os dados. O ataque, durante o qual 35 pessoas terão sido assassinadas, terá ocorrido em Gumskiri, perto da fronteira com os Camarões.

As imagens foram divulgadas por sites ligados à organização. As vítimas são combatentes capturados há 10 dias de tribos sunitas iraquianas que se opõem ao EI. "A insurreição dos muçulmanos e outros ataques domésticos serão inevitáveis se o Ocidente continuar com seus crimes contra o Islã", escreveram jihadistas no Twitter.

No Iêmen, suicidas detonaram nesta quinta-feira dois carros-bomba na cidade portuária de Hodeida, no Mar Vermelho, matando a si mesmos e outras sete pessoas.

No gemido da natureza, devido à extensa seca, o governo de São Paulo irá aplicar multa, a partir de 1º de janeiro, para quem aumentar o consumo de água em São Paulo. O percentual será calculado com base na média de fevereiro de 2013 até janeiro de 2014.

Neste vídeo, você poderá ver os principais acontecimentos ligados ao gemido da natureza nas últimas semanas:



Os sinais continuam ocorrendo em todos os segmentos e lugares. Muitos consideram esses fatos algo cíclico e corriqueiro... Outros, preferem nem sequer saber deles e continuam como se nada estivesse ocorrendo... A maioria prefere viver na contramão das Verdades das Escrituras.

No entanto, cremos que as profecias contidas nas Escrituras estão se concretizando de forma gradual e paulatina. É tempo de arrependimento, santificação e fé nas promessas do Altíssimo para aqueles que crêem e de intercessão por aqueles que não crêem.

Referências:
http://www.opovo.com.br/app/maisnoticias/mundo/americadonorte/2014/12/18/noticiasamericadonorte,3365172/casa-branca-diz-que-ataque-a-sony-e-uma-questao-seria-de-seguranca-nacional.shtml

http://www.araraquara.com/noticias/NOT,0,0,1019183,EUA%2Bdizem%2Bque%2Bnao%2Bapoiarao%2Bnova%2Bresolucao%2Bde%2Bpalestinos%2Bna%2BONU.aspx

http://ansabrasil.com.br/brasil/noticias/mundo/noticias/2014/12/18/Putin-diz-em-dois-anos-crise-russa-terminara_8255002.html

http://ansabrasil.com.br/brasil/noticias/mundo/noticias/2014/12/16/EI-publica-fotos-corpos-decapitados_8250978.html

http://pt.euronews.com/2014/12/18/nigeria-o-boko-haram-raptou-domingo-mais-de-uma-centena-pessoas/

http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/internacional/2014/12/18/suicidas-matam-pelo-menos-7-em-porto-no-iemen-dizem-fontes.htm


Fonte: Projeto Ômega

A Assembléia da ONU se reúne para mais uma reflexão sobre os princípios do cristo cósmico Baha’u’l’llha, nesse caso o fim de toda forma de preconceito. A hipocrisia de debater sobre os direitos humanos recebe como primeiro orador Mahmoud Ahmadinejad, ex presidente do Irã. Aqui inicia-se a reflexão com uma pergunta do tipo: Um presidente de um país que mata todos os seus opositores possui alguma moral para falar de direitos humanos?

O restante do vídeo mostra os bastidores da ONU. Uma instituição corrupta que serve como escudo para que países possam propagar suas atrocidades. Venda de armas, abusos, lucro, prostituição e vadiagem são as principais metas das missões de paz. Quando essas não matam deixam que tribos rivais se matem à vontade usando os piores requintes de crueldade.

Diante de tantas mentiras, a ONU não poderia deixar de propagar a sua maior que é dizer não está criando um governo mundial, sendo que ele se encontra quase pronto. Durante décadas 5 paises possuem o controle da organização e aguardam mais 5 após uma reforma que só DEUS sabe quando acontecerá, é muito provável que aconteça após a retirada de Baha’u’llah do abismo.

Mesmo que esses chifres infernais não estejam completo, as cinco nações vencedoras da II Guerra repartiram a Terra como prêmio e até os dias de hoje exploram suas colônias que estão principalmente na África. Cada país que sonha em ser um chifre também faz o mesmo.

No caso do Brasil, o presidente reeleito lula, através do seu instituto, parece ter encontrado a rota dos diamantes, do trabalho escravo e da exploração das empreiteiras brasileiras na África através de uma rota comercial. Hoje, não param de chegar escravos africanos no Acre e em São Paulo.

Infelizmente muitos acreditam que essa organização corrupta e criminosa trará a paz na terra. Os Bahá’is, seguidores de Baha’u’llah, não conseguem entender que o bahaismo opera somente como filosofia do fim, porém os meios que se chegam a esses sempre serão os mais sórdidos e cruéis.

Entendo como realmente funciona os direitos humanos da ONU ou seja, alterando o significado das leis ou como um escudo para as nações ficarem impunes, fica fácil de entender como a degolação voltará a ser uma prática nos dias atuais.

E por fim o duelo entre unversalistas dos direitos humanos x relativistas da diversidade cultural mostram apenas duas faces da mesma moeda. Ora, quando qualquer desses lados assume o papel de verdade absoluta a reprocidade surge na forma de violência. Mas é uma violência normal segundo a ONU, pois é natural matar em nome dos direitos humanos.

Infelizmente é esse tipo de governo mundial que muitos líderes cristãos acreditam ser o reino da terra. Alguns já morreram como Myles Munroe, mas apostasia de criar um reino de deus na terra nessas condições corruptas.



Referência: Apocalise Total - Os 12 princípios da Nova Ordem Mundial

Fonte: Apocalise Total

ONU – Abusos e Escândalos

A Assembléia da ONU se reúne para mais uma reflexão sobre os princípios do cristo cósmico Baha’u’l’llha, nesse caso o fim de toda forma de preconceito. A hipocrisia de debater sobre os direitos humanos recebe como primeiro orador Mahmoud Ahmadinejad, ex presidente do Irã. Aqui inicia-se a reflexão com uma pergunta do tipo: Um presidente de um país que mata todos os seus opositores possui alguma moral para falar de direitos humanos?

O restante do vídeo mostra os bastidores da ONU. Uma instituição corrupta que serve como escudo para que países possam propagar suas atrocidades. Venda de armas, abusos, lucro, prostituição e vadiagem são as principais metas das missões de paz. Quando essas não matam deixam que tribos rivais se matem à vontade usando os piores requintes de crueldade.

Diante de tantas mentiras, a ONU não poderia deixar de propagar a sua maior que é dizer não está criando um governo mundial, sendo que ele se encontra quase pronto. Durante décadas 5 paises possuem o controle da organização e aguardam mais 5 após uma reforma que só DEUS sabe quando acontecerá, é muito provável que aconteça após a retirada de Baha’u’llah do abismo.

Mesmo que esses chifres infernais não estejam completo, as cinco nações vencedoras da II Guerra repartiram a Terra como prêmio e até os dias de hoje exploram suas colônias que estão principalmente na África. Cada país que sonha em ser um chifre também faz o mesmo.

No caso do Brasil, o presidente reeleito lula, através do seu instituto, parece ter encontrado a rota dos diamantes, do trabalho escravo e da exploração das empreiteiras brasileiras na África através de uma rota comercial. Hoje, não param de chegar escravos africanos no Acre e em São Paulo.

Infelizmente muitos acreditam que essa organização corrupta e criminosa trará a paz na terra. Os Bahá’is, seguidores de Baha’u’llah, não conseguem entender que o bahaismo opera somente como filosofia do fim, porém os meios que se chegam a esses sempre serão os mais sórdidos e cruéis.

Entendo como realmente funciona os direitos humanos da ONU ou seja, alterando o significado das leis ou como um escudo para as nações ficarem impunes, fica fácil de entender como a degolação voltará a ser uma prática nos dias atuais.

E por fim o duelo entre unversalistas dos direitos humanos x relativistas da diversidade cultural mostram apenas duas faces da mesma moeda. Ora, quando qualquer desses lados assume o papel de verdade absoluta a reprocidade surge na forma de violência. Mas é uma violência normal segundo a ONU, pois é natural matar em nome dos direitos humanos.

Infelizmente é esse tipo de governo mundial que muitos líderes cristãos acreditam ser o reino da terra. Alguns já morreram como Myles Munroe, mas apostasia de criar um reino de deus na terra nessas condições corruptas.



Referência: Apocalise Total - Os 12 princípios da Nova Ordem Mundial

Fonte: Apocalise Total

Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato